Conheça as diferentes corridas de atletismo

18 Maio, 2020
As corridas de atletismo diferem entre si segundo a distância e a presença de obstáculos e revezamentos.
 

Existem diferentes provas no atletismo, e elas são divididas de acordo com determinadas características e habilidades envolvidas. Neste artigo, falaremos sobre as corridas de atletismo e suas modalidades.

Quais são as corridas de atletismo?

Nos referimos às provas oficiais, aquelas que ocorrem tanto nos campeonatos mundiais quanto nos Jogos Olímpicos. Elas são divididas em cinco grandes grupos:

1. Corrida de velocidade

É uma corrida de diferentes distâncias, e sempre ocorre em uma pista. Antes da corrida começar, o atleta se posiciona na linha de partida com as solas dos pés apoiadas no que é conhecido como “taco”, que serve como tração para sair mais rápido quando soa o apito do juiz.

As corridas de velocidade são realizadas em pistas internas ou externas, e as distâncias são de 60, 100, 200 e 400 metros. Os recordes masculinos de 100 e 200 metros — tanto mundiais como olímpicos — são do jamaicano Usain Bolt, enquanto os femininos são da americana Florence Griffith Joyner.

Quais são as corridas de atletismo?

Já nos 400 metros, as melhores marcas são do sul-africano Wayde van Niekerk (mundial e olímpica) na categoria masculina e da alemã Marita Koch (mundial) e da francesa Marie-Jose Pérec (olímpica) na categoria feminina.

 

2. Corrida de meio-fundo

Também conhecida como corrida de meia distância, é uma corrida mais longa que a corrida de velocidade. As provas consistem em correr combinando velocidade e resistência, porque são corridas muito difíceis. Os atletas devem ter uma certa tática para finalizá-las.

As distâncias das corridas de meio-fundo são 800, 1.500 e 3.000 metros. Os recordes nos 800 metros são de 1:40:91 na categoria masculina e de 1:53:28 na categoria feminina. Na corrida de 1.500 metros, os melhores tempos foram de 3:26:00 e 3:50:46, respectivamente.

3. Corrida de fundo

A corrida de fundo é a mais intensa e difícil, devido às longas distâncias que devem ser percorridas: 5.000 e 10.000 metros, além da corrida cross country, da meia maratona e da maratona (42 quilômetros).

As provas de fundo são as mais intensas e difíceis, devido às longas distâncias que devem ser percorridas

As melhores marcas nas corridas de fundo na categoria masculina são do etíope Kenenisa Bekele nos 5.000 e 10.000 metros e do queniano Eliud Kipchoge.

Na categoria feminina, as melhores marcas são da etíope Tirunesh Dibaba nos 5.000 metros, da etíope Almaz Ayana nos 10.000 metros e da britânica Paula Radcliffe na maratona.

 

4. Corrida com barreiras

Como o nome indica, os atletas devem saltar barreiras localizadas a uma certa distância uma da outra. As corridas com barreiras podem ser de 60, 100, 110 ou 400 metros. Também estão incluídas nessa categoria corridas com obstáculos de 3.000 metros.

Na corrida de 400 metros com barreiras, os recordes masculinos são do americano Kevin Young (mundial e olímpico: 46,78s) e os femininos são da americana Dalilah Muhammad (mundial) e da jamaicana Melaine Walker (olímpico).

As corridas com barreiras podem ser de 60, 100, 110 ou 400 metros

A única diferença entre as provas de 110 e 100 metros, além dos 10 metros de diferença, é que as provas de 110 metros são disputadas por homens e as de 100 metros são disputadas por mulheres.

5. Corrida de revezamento

Nessa prova, as equipes são compostas por quatro atletas, que revezam entre si para competir. Para um competidor começar a correr, o anterior deve passar para ele um bastão ou um objeto em forma de tubo.

As distâncias olímpicas são 4 x 100 e 4 x 400 metros, nas quais cada um dos quatro atletas deve completar os 100 ou 400 metros, dependendo da prova. Na corrida 4 x 100, o recorde mundial masculino é da equipe jamaicana, enquanto o feminino é da equipe dos Estados Unidos.

 

Embora não sejam consideradas corridas de atletismo, não podemos deixar de lado a corrida de marcha atlética. Elas são disputadas em distâncias de 20 e 50 quilômetros tanto em ruas como em pistas internas e externas.

  • Hierro, L. Siguiendo los pasos de Usain Bolt. Septiembre de 2019. El país. https://elpais.com/elpais/2019/09/26/migrados/1569519462_364479.html
  • Riaño, M. Florence Griffith-Joyner, la mujer que detuvo el viento. Agosto de 2017. El independiente.https://www.elindependiente.com/tendencias/2017/08/05/florence-griffith-joyner-record-100-metros/