Alimentos que você deve evitar antes de sair para correr

11 Novembro, 2020
Os alimentos muito gordurosos apresentam um esvaziamento gástrico lento e uma digestão mais pesada. Isso pode levar ao aparecimento de problemas estomacais no corredor.

Antes de sair para correr, é necessário tomar alguns cuidados quanto ao consumo de certos alimentos. Caso contrário, podemos sofrer de distúrbios estomacais ou intestinais que prejudicam o desempenho.

Por isso, vamos mostrar quais produtos você deve evitar ingerir se tiver planejado correr ou nos momentos que antecedem uma competição esportiva. 

Alimentos muito gordurosos

As gorduras são necessárias. Elas intervêm nos processos de recuperação muscular e também têm um efeito anti-inflamatório. Os ácidos graxos ômega 3 são uma boa prova disso, assim como evidenciado por um artigo publicado na revista Biochemical Society Transaction.

No entanto, os alimentos ricos em lipídios não são adequados antes de sair para correr. Isso ocorre porque a sua digestão e esvaziamento gástrico são lentos. Por esse motivo, eles podem levar ao aparecimento de desconforto estomacal se houver prática de atividade física após a sua ingestão.

Ao planejar uma refeição antes da prática esportiva, é mais eficaz enfatizar o consumo de proteínas e até mesmo de carboidratos. No que diz respeito às gorduras, elas podem ser incluídas de forma moderada, mas é necessário evitar os métodos de preparação que exijam frituras ou grandes doses de óleo.

Alimentos flatulentos

Uma das piores sensações que podemos ter ao sair para correr são os gases. Eles causam desconforto intestinal e dores, além de dificultar a prática esportiva. Para evitar esse tipo de situação, é essencial restringir os alimentos flatulentos antes de sair para correr.

As leguminosas, por exemplo, aumentam a produção de gases intestinais, de modo que causam flatulências, conforme evidenciado por um estudo publicado na revista Canadian Journal of Dietetic Practice and Research.

Alimentos que você deve evitar antes de sair para correr

Por isso, é fundamental evitar esses alimentos antes de praticar esportes. É aconselhável ingerir produtos de fácil digestão.

Bebidas com gás

Tanto as bebidas com gás quanto o álcool são pouco recomendáveis se você for sair para correr posteriormente. Além de aumentar o risco de desconforto estomacal, esse tipo de produto também é capaz de influenciar a diurese e os níveis de açúcar no sangue.

Essa situação afeta o desempenho esportivo de forma direta e negativa. Portanto, na hora de escolher uma bebida para consumir antes do exercício físico, a melhor opção é sempre a água. 

Ela permite melhorar o estado de hidratação e podemos até mesmo dissolver um comprimido eletrolítico na própria água, a fim de reduzir o risco de cãibras musculares. Porém, é sempre fundamental evitar o consumo de bebidas com gás e açucaradas.

Lacticínios

Por causa do seu alto teor de gordura, os laticínios podem causar uma digestão mais lenta e pesada do que outros tipos de alimentos. Embora sejam produtos necessários e praticamente indispensáveis na dieta alimentar, eles não devem ser consumidos antes de sair para correr.

A sua ingestão pode retardar o processo digestivo e causar desconforto estomacal, perturbando a prática de exercícios físicos.

Uma opção eficaz seria optar por laticínios desnatados, para evitar a ingestão excessiva de gordura antes de sair para correr. No entanto, esses produtos geralmente são de baixa qualidade, pois, juntamente com a gordura, também são eliminadas as vitaminas lipossolúveis do alimento.

Alimentos que você deve evitar antes de sair para correr

Antes de sair para correr, você deve evitar certos alimentos

Os alimentos acima mencionados são aqueles que você deve evitar antes de sair para correr. Trata-se de produtos ricos em gordura ou que causam flatulência. Ambas as situações podem causar desconforto estomacal, dificultando assim a prática de exercícios físicos.

Antes de praticar esportes, é recomendável consumir alimentos de fácil digestãoProdutos ricos em proteínas geralmente são uma boa escolha, assim como os carboidratos, que servem para que os estoques de glicogênio do organismo sejam preenchidos, retardando assim o início da fadiga.

No entanto, uma das leis inabaláveis ​​da nutrição esportiva é a de que, antes de fazer atividades físicas, não devemos fazer experimentos excessivos com a comida. Se você sabe que algo te faz bem, então consuma esse alimento.

Por outro lado, caso esteja em dúvida, é melhor evitar o alimento ou experimentá-lo em um contexto diferente. Essa dica se torna ainda mais importante se estivermos falando de uma refeição antes de uma competição. Nessas circunstâncias, recomenda-se recorrer ao que o corpo já está acostumado..

  • Calder PC., Omega 3 fatty acids and inflammatory processes: from molecules to man. Biochem Soc Trans, 2017. 45 (5): 1105-1115.
  • Baldwin A., Zahradka P., Weighell W., Guzman RP., Taylor CG., Feasibility and tolerability of daily pulse consumption in individuals with peripheral artery disease. Can J Diet Pract Res, 2017. 78 (4): 187-191.