Propriedades dos aminoácidos: leucina, arginina e triptofano

A leucina é um aminoácido essencial com um papel importante na construção do tecido muscular. Conheça outros aminoácidos importantes para o seu organismo no artigo a seguir.
Propriedades dos aminoácidos: leucina, arginina e triptofano

Última atualização: 19 Março, 2021

Aminoácidos são as estruturas que compõem as proteínas. Todos eles têm funções específicas, algumas delas muito importantes para o organismo. Vamos mostrar três propriedades muito importantes dos aminoácidos no campo esportivo.

Propriedades dos aminoácidos: leucina e a construção muscular

A leucina é um dos aminoácidos essenciais. Isso significa que o corpo não pode fabricá-la endogenamente, por isso é necessário ingeri-la através da dieta.

A principal função da leucina é intervir nos processos de construção muscular. É um aminoácido que serve como construtor de tecidos e está intimamente ligado à recuperação do tecido magro e à redução da dor.

Por esse motivo, é muito comum os suplementos de proteína para atletas serem enriquecidos com leucina. Além disso, podemos encontrar esse aminoácido para venda separadamente ou nos BCAAs (aminoácidos de cadeia ramificada). No entanto, a suplementação com esses dois últimos produtos só faz sentido em situações de alto estresse e dor muscular.

É um aminoácido recomendado quando estamos enfrentando um processo de lesão muscular. Nesse tipo de situação, é necessário garantir um suprimento correto de proteínas e leucinas. Dessa forma, estimularemos a síntese proteica endógena e melhoraremos o processo de reconstrução muscular.

A biologia, no entanto, obedece a certos ciclos e é difícil influenciá-los através dos alimentos. Ainda assim, uma dieta correta pode ajudar a evitar futuras recorrências.

Triptofano: repouso e saúde mental

O triptofano é outro aminoácido essencial. Nesse caso, está intimamente ligado à qualidade do descanso. Por esse motivo, é usado em muitas ocasiões juntamente com a melatonina para melhorar o sono. O uso de seu metabólito também é bastante comum, chamado 5-HTP.

Dormir mais cedo beneficia o corpo de maneiras diversas.

Exceto em pessoas em tratamento com drogas de recaptação de serotonina, é um complemento muito benéfico para melhorar o descanso e reduzir os níveis de estresse. Este aminoácido também está associado a uma diminuição do risco de depressão.

Pode ser encontrado naturalmente nas nozes. Portanto, é recomendável consumir algumas nozes, pelo menos, uma vez ao dia. No entanto, é necessário ter cuidado com o consumo desses alimentos devido ao seu alto valor energético. Se exagerarmos, podemos facilmente desequilibrar a dieta em termos de calorias.

Arginina e desempenho esportivo

O último dos aminoácidos e suas propriedades que mencionaremos é a arginina. Esse aminoácido é capaz de aumentar a produção de óxido nítrico no organismo. Essa substância tem um importante papel vasodilatador. Por esse motivo, pode ser importante para a saúde cardiovascular e também para o desempenho esportivo.

Um aumento no fluxo sanguíneo se traduz em um maior suprimento de nutrientes no nível muscular. A entrada de oxigênio na célula também é maior e, portanto, a eficiência na produção de energia aumenta.

É um aminoácido comumente presente em muitos suplementos pré-treino. Às vezes, cafeína e taurina são usadas em combinação para aumentar o efeito e produzir uma ativação completa do corpo.

Este mesmo efeito pode ser alcançado pelo consumo do suco de beterraba. Esse alimento contém uma grande quantidade de nitratos em sua composição, portanto sua ingestão provoca uma vasodilatação importante para melhorar o desempenho.

O aspecto negativo dessa estratégia é que o suco de beterraba tem um sabor pouco aceito pela população em geral. Geralmente, é necessário adicionar outros alimentos que mascarem um pouco o gosto.

O colostro é um ótimo suplemento para atletas. Aminoácidos são essenciais.

Conclusão

Os aminoácidos têm várias propriedades e funções específicas. Por esse motivo, devemos assegurar a ingestão das quantidades apropriadas de cada um deles. Muitos dos aminoácidos que possuem funções importantes são essenciais, ou seja, eles não podem ser produzidos endogenamente.

Essa situação é realmente decisiva, especialmente no contexto de uma dieta vegana. A proteína vegetal é deficiente em alguns aminoácidos essenciais e também tem menor digestibilidade.

Diante disso, é necessário combinar diferentes alimentos nas proporções apropriadas para garantir uma ingestão correta de proteínas. No restante das dietas, entretanto, recomenda-se que pelo menos 50% da proteína diária seja proveniente de fontes animais.

Pode interessar a você...
Ingestão de proteínas e restrição calórica para a perda de gordura
Fit People
Leia em Fit People
Ingestão de proteínas e restrição calórica para a perda de gordura

Se você busca a perda de gordura para melhorar sua saúde e aparência, controle a ingesteão de proteínas e faça uma restrição calórica.



  • Devries MC., McGlory C., Bolster DR., Kamil A., Rahn M., Harkness L., et al., J Nutr, 2018. 148 (7): 1088-1095.
  • Silber BY., Schmitt JA., Effects of tryptophan loading on human cognition, mood and sleep. Neurosci Biobehav Rev, 2010. 34 (3): 387-407.
  • Pahlavani N., Entezari MH., Nasiri M., Miri A., Rezaie M., et al., The effect of l-arginine supplementation on body composition and performance in male athletes: a double blinded randomized clinical trial. Eur J Clin Nutr, 2017. 71 (4): 544-548.
  • Yamamoto K., Tsuchisaka A., Yukawa H., Branched chain amino acids. Adv Biochem Eng Biotechnol, 2017. 159: 103-128.