As principais fontes naturais de beta-glucanos

03 Janeiro, 2020
Podemos encontrar beta-glucanos em alguns alimentos muito acessíveis e versáteis. Neste artigo, vamos explicar quais são eles e as propriedades que eles contêm.
 

Você certamente já ouviu falar sobre os beta-glucanos. Principalmente se costuma assistir a programas de TV ou consultar sites relacionados à saúde. A seguir, vamos mostrar quais são as principais fontes de beta-glucanos.

Você vai se surpreender ao saber que esse elemento é encontrado em alimentos muito comuns. De fato, você certamente já está consumindo beta-glucanos sem saber. Então, descubra mais sobre o assunto nos tópicos a seguir.

O que são os beta-glucanos?

Os beta-glucanos são um tipo de molécula que pertence ao grupo dos carboidratos. Essas moléculas são bastante limitadas, pois são encontradas apenas em alguns tipos de bactérias, fungos e cereais.

De uma maneira muito simples e evitando entrar em conceitos químicos complexos, pode-se dizer que os beta-glucanos são um tipo de fibra vegetal solúvel.

Propriedades dos beta-glucanos

Os beta-glucanos têm inúmeras propriedades, por isso eles são recomendados para todos os tipos de pessoas. Além disso, eles atuam de maneira muito eficaz contra problemas específicos.

Uma de suas qualidades de maior destaque é a redução dos níveis de colesterol. Assim, consumir alimentos ricos em beta-glucanos é uma maneira natural e totalmente saudável de acabar com os níveis elevados de colesterol. Caso você tome medicação, os alimentos com beta-glucanos serão o complemento perfeito.

O seu consumo também é recomendado para quem sofre de câncer. Os beta-glucanos contribuem para a regeneração celular e aumentam a resistência do organismo a agentes infecciosos. Além disso, outras propriedades destacadas são a sua eficácia contra a constipação e o seu poder antioxidante.

 

Onde os beta-glucanos podem ser encontrados?

É especialmente importante saber quais são os alimentos que contêm beta-glucanos. Isso ocorre porque há poucos que abrigam esse tipo de molécula. Além disso, como você pode ver pelos seus muitos benefícios, é extremamente positivo consumir beta-glucanos.

As principais fontes naturais de beta-glucanos

Para não ter problemas ou enlouquecer à procura de alimentos ricos em beta-glucanos no supermercado, a seguir, deixaremos uma lista na qual indicaremos quais são esses alimentos. O melhor de tudo é que eles podem ser facilmente encontrados e são muito versáteis na cozinha.

Farelo de milho

O farelo de milho é um dos alimentos com maior concentração de beta-glucanos. Apesar disso, o seu consumo não é muito difundido e há muito desconhecimento em relação a esse alimento. Ele pode ser consumido da mesma maneira que o farelo de aveia ou de arroz.

Ele pode, então, ser usado como base para cozinhar bolos ou biscoitos caseiros saudáveis. Você precisará investir menos de uma hora na cozinha para fazer um café da manhã à base de farelo de milho.

Por outro lado, sendo algo completamente caseiro, isso não implicará em um excesso de gorduras e dos nocivos açúcares adicionados que a maioria dos produtos industrializados contém.

 

Aveia

A aveia não só contém beta-glucanos, como também é rica em proteínas. É por isso que as pessoas que praticam esportes costumam consumi-la. Além disso, ela é um alimento muito versátil, por isso é possível preparar uma grande variedade de alimentos com ela.

As panquecas de aveia ou o mingau são duas opções saudáveis ​​e que saciam bastante, perfeitas para um café da manhã saudável. Além de atingir os seus objetivos esportivos, elas vão fazer com que você não tenha fome durante a manhã.

Cevada

Ao ouvir sobre a cevada, certamente muitos pensam que é um alimento para animais. Mas, na verdade, ela também é recomendada para uso humano e pode ser encontrada com cada vez mais facilidade em lojas especializadas. Assim como a aveia, ela é muito saudável e proporciona saciedade.

Preparar a cevada é muito simples. Uma das receitas mais consumidas é a cevada salteada com legumes, embora ela também possa ser preparada como uma sopa.

As principais fontes naturais de beta-glucanos

Shiitake

De todos os alimentos com alta concentração de beta-glucanos, o shiitake é um dos mais desconhecidos. Trata-se de um cogumelo comestível que vem da Ásia Central. A sua aparência é semelhante ao champignon. Quanto ao sabor, o shiitake tem um sabor defumado e muito mais saboroso.

 

Assim como todos os cogumelos, é um alimento muito versátil na cozinha. Você pode usá-lo para fazer molhos ou simplesmente consumi-lo grelhado como acompanhamento de um prato de carne ou de peixe. Além disso, ele também dá muito sabor às receitas veganas.

Em suma, temos muitas alternativas para fornecer beta-glucanos ao nosso corpo. É um elemento benéfico, por isso vale a pena tentar consumi-lo nas quantidades adequadas.

  • Sebastián Pizarro C.; Ana María Ronco M.; Martín Gotteland R. 2014. ß-glucanos: ¿qué tipos existen y cuáles son sus beneficios en la salud? Revista Chilena de Nutrición. Recuperado de: https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-75182014000400014
  • Gómez, C. A., Ceballos, W. I., Ruiz, M. E., Rodríguez, A. P., Valero, G. T., Ávila, T. J. M., & Varela, M. G. (2017). Datos actuales sobre las propiedades nutricionales de la avena. Informe. Fundación Española de La Nutrición, FEN-2017. https://doi.org/10.1016/j.revip.2017.05.001