5 razões para parar de consumir refrigerantes

21 Abril, 2019
O consumo de refrigerantes é ruim para a saúde. Todo mundo sabe disso, e mesmo assim muitos têm dificuldade em deixar de consumir essas bebidas.

Os refrigerantes contêm uma quantidade enorme de açúcar e nada mais. Mas essa não é a única razão pela qual eles devem ser eliminados. A seguir, veremos cinco razões para parar de consumir refrigerantes.

Parar de consumir refrigerantes reduz o risco de obesidade

O fato é que muitos estudos científicos têm demonstrado que o consumo de refrigerantes aumenta significativamente as chances de obesidade.

Isso porque um único refrigerante contém aproximadamente oito ou nove colheres de chá de açúcar; por essa razão seu consumo afeta diretamente o aumento do peso corporal.

Parar de beber refrigerante reduz o risco de sobrepeso e obesidade

Mas há mais pontos contra o consumo de refrigerantes a serem considerados. Nesse sentido, o consumo regular dessas bebidas açucaradas altera o modo de perceber o gosto doce e também altera o limiar de percepção do mesmo.

Além disso, beber essas bebidas modifica o mecanismo de recompensa; ou seja, o prazer que se sente ao consumir algo doce. Isso causa um maior apetite por esse tipo de alimento hipercalórico e o consequente ganho de peso.

Outra razão pela qual o consumo de refrigerantes favorece o ganho de peso e a obesidade é que seu consumo não leva a uma sensação de saciedade.

Apesar de seu alto teor calórico, demonstrou-se que por ser uma ingestão de líquidos sem nutrientes a sensação de saciedade não é a mesma como seria se a mesma quantidade de calorias fosse ingerida de forma sólida ou nutritiva.

Prevenir a diabetes e problemas cardiovasculares

Ao parar de consumir refrigerantes o risco de sofrer de diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares é significativamente reduzido. Isso ocorre principalmente devido ao alto teor de açúcar dessas bebidas.

Os refrigerantes não causam apenas um aumento no peso corporal. Eles também estão relacionados ao aumento da gordura abdominal e intimamente ligados à diabetes e doenças cardíacas

De modo geral os refrigerantes contêm xarope de milho, muito rico em frutose. Além disso, trata-se de uma substância que também tem sido associada ao aparecimento de diabetes e doenças cardíacas. O risco de diabetes tipo 2 pode ser aumentado em 80% em pessoas que consomem essas bebidas diariamente.

Deixar de consumir refrigerantes reduz o risco de sofrer de diabetes

Refrigerantes são prejudiciais para os dentes

Além de tudo, os ácidos e o açúcar contidos nos refrigerantes destroem o esmalte dos dentes. Nesse sentido, há também uma relação direta entre o consumo dos açúcares presentes nessas bebidas e o aparecimento da cárie dentária.

Em outras palavras, quanto maior o consumo de refrigerantes, maior a incidência de cáries. Isso ocorre independentemente do creme dental usado e da qualidade e frequência da higiene bucal praticada.

Quando a cárie não é tratada a tempo pode afetar a raiz do dente, causando problemas sérios. Deixar de consumir refrigerantes pode economizar visitas frequentes ao dentista e evitar a perda de dentes.

Cuidado com a osteoporose

Além do exposto anteriormente, o consumo de refrigerantes também aumenta o risco de osteoporose. Isso não acontece apenas por causa do açúcar.

Os refrigerantes contêm ácidos, aditivos e gás. Alguns desses componentes, como cafeína ou ácido fosfórico, carregam o cálcio com eles quando eliminados pela urina.

Desta forma, este mineral é eliminado do organismo, podendo causar o aparecimento de osteoporose, principalmente em mulheres.

Refrigerantes light não são a solução

Apesar do que você pode pensar, mudar o consumo de refrigerantes comuns por refrigerantes light não é uma boa alternativa. Do ponto de vista calórico, as bebidas sem açúcar têm uma grande vantagem. No entanto, elas ainda têm vários efeitos colaterais e riscos que devem ser considerados.

De fato, eles não contribuem em nada para uma dieta saudável. Mas sim, geram naqueles que os consomem uma preferência por sabores doces. E isso é prejudicial para os hábitos alimentares saudáveis, principalmente em crianças.

Por outro lado, os adoçantes que estão presentes em refrigerantes light, como o aspartame, também não são nada saudáveis. Eles alteram o equilíbrio da flora intestinal e podem contribuir para o desenvolvimento de certas doenças metabólicas.