É possível perder barriga através da dieta?

15 Outubro, 2020
Você está tentando emagrecer? Você está conseguindo? A seguir, vamos compartilhar com você algumas dicas para aumentar a oxidação do tecido adiposo abdominal.

O excesso de peso é um problema de saúde endêmico a nível populacional. Muitas pessoas sofrem dessa condição e não sabem como chegar ao peso ideal. Algumas também querem perder barriga e por isso fazem uma dieta, já que têm uma maior tendência a acumular tecido adiposo nessa área.

A seguir, queremos compartilhar com você informações sobre a possibilidade de fazer uma dieta ou de usar alguma estratégia para perder gordura abdominal ou de forma localizada. Preste atenção: as dicas que vamos propor serão úteis para melhorar a sua saúde e diminuir o risco de doenças.

A gordura não se acumula de forma homogênea

Você provavelmente já percebeu que o tecido adiposo não se acumula da mesma forma em todos os indivíduos. As pessoas apresentam diferentes predisposições para engordar. Além disso, a gordura não se instala de forma uniforme nas áreas do corpo.

Como regra geral, os homens têm uma maior tendência a acumular gordura no abdômen, enquanto as mulheres têm mais probabilidade de desenvolver o tecido adiposo na região das pernas e quadris. Apesar disso, existem variações entre os indivíduos do mesmo sexo.

É importante monitorar a composição corporal porque isso ajuda a prevenir lesões, desgasta menos as articulações e, no caso dos atletas, permite um melhor desempenho.

Porém, é necessário lembrar que, ao tentar reduzir a gordura corporal, não será possível queimar esse tecido de forma localizada. A perda ocorrerá de forma proporcional, e será mais evidente nas áreas do corpo onde houver uma maior quantidade dela.

perder barriga através da dieta

Cuide da dieta para perder barriga

Para conseguir emagrecer, é necessário colocar em prática uma série de estratégias alimentares para desequilibrar o balanço energético a favor do gasto.

Por exemplo, um deles seriam os protocolos de jejum intermitentecapazes de reduzir a ingestão calórica e de induzir uma série de processos metabólicos que influenciam a saúde de forma positiva.

Os especialistas aconselham a implementação do jejum para atingir níveis mais baixos de gordura corporal.

Embora o ideal seja cada pessoa planejar um método com um nutricionista, muitas vezes é recomendado pular o café da manhã, a fim de aproveitar os ciclos circadianos hormonais e, assim, evitar a destruição do tecido muscular.

Outra opção possível para promover a perda de peso é incluir alimentos picantes nas refeições.

As pimentas chili e jalapenho contêm uma substância chamada capsaicina na sua composição, que é capaz de estimular o metabolismo e a oxidação das gorduras, de acordo com pesquisas publicadas no International Journal of Food Sciences and Nutrition.

Consumir menos ultraprocessados ajuda a perder barriga

As estratégias acima vão estimular a perda de peso, mas serão inúteis se o consumo de certos alimentos não for restringido. Os ultraprocessados, os refrigerantes açucarados e os doces são os principais responsáveis ​​pelo ganho de peso, juntamente com o sedentarismo.

Por isso, é fundamental limitar a ingestão desses alimentos para perder barriga e diminuir o acúmulo de tecido adiposo. Esses alimentos, além de terem um alto valor calórico, também têm a capacidade de aumentar a inflamação sistêmica.

Dessa forma, as pessoas ficam mais suscetíveis a experimentar uma sensação de mal-estar geral e há um maior risco de desenvolver doenças complexas.

Também não devemos nos esquecer de que, embora a dieta seja essencial para emagrecer, fazer exercício físico é praticamente indispensável para atingir esse objetivo.

perder barriga através da dieta

Uma boa dieta para perder barriga

Agora você já sabe qual é a importância da dieta ao tentar perder barriga. A gordura não pode ser perdida de forma localizada, mas a redução do tecido adiposo é mais pronunciada nas áreas onde ele se acumula mais. No caso dos homens, a tendência é ter mais gordura corporal na região da barriga.

Para lidar com essa situação, é preciso fazer uma série de mudanças na dieta. Estratégias como o jejum intermitente ou o consumo de alimentos picantes são benéficas.

Além disso, será necessário limitar o consumo de produtos ultraprocessados. Dessa forma, o consumo calórico diminuirá significativamente, ao mesmo tempo em que os níveis de inflamação sistêmica e o risco de desenvolver patologias serão reduzidos.

  • Rynders CA., Thomas EA., Zaman A., Pan Z., et al., Effectiveness of intermittent fasting and time restricted feeding compared to continuous energy restriction for weight loss. Nutrients, 2019.
  • Varghese S., Kubatka P., Rodrigo L., Gazdikova K., et al., Chili pepper as a body weight loss food. Int J Food Sci Nutr, 2017. 68 (4): 392-401.