A creatinina é prejudicial à saúde?

A creatinina sérica pode ficar aumentada em atletas com alta atividade muscular ou naqueles submetidos à suplementação de creatina. Isso é prejudicial?
A creatinina é prejudicial à saúde?

Última atualização: 21 Novembro, 2020

A creatinina é um produto residual gerado pelos músculos. É filtrada da corrente sanguínea graças à ação dos rins e é excretada através da urina. Um alto nível dessa substância em um exame pode indicar doença renal, embora também possa ser o resultado de uma suplementação de creatina.

Creatinina e doença renal

Conforme mencionado anteriormente, um alto nível de creatinina na urina pode servir para identificar um problema renal. No entanto, para apoiar esse diagnóstico, é necessário fazer uma série de exames complementares, conforme indicado em um artigo publicado na revista Nephron.

Um problema de excreção nos rins pode causar um acúmulo de creatinina, reduzindo assim a sua taxa de eliminação através da urina. Para medir os níveis dessa substância, geralmente é usado um exame de sangue.

Esse tipo de exame geralmente é realizado quando o paciente chega à clínica com uma sintomatologia específica. A fadiga, o inchaço ou o aumento do volume de urina podem indicar um problema interno.

De fato, em pacientes com diabetes ou em indivíduos com histórico familiar de doença renal, a medição da creatinina sérica geralmente é feita com alguma frequência. Desse modo, é descartado o possível aparecimento de uma patologia renal ou de um problema no seu funcionamento.

Creatinina associada à suplementação

Um caso típico de creatinina sérica alterada é o de um atleta submetido à suplementação de creatina. A sobrecarga dos depósitos musculares produz uma maior quantidade do seu metabólito residual.

A Creatinina

Nesse tipo de situação, a grande concentração de creatinina no sangue não é um indicador da existência de qualquer tipo de patologia, conforme declarado em um estudo publicado em 2019.

Por esse motivo, o valor da creatinina sérica nem sempre é um indicador eficaz para o diagnóstico de uma doença. Em atletas, mesmo naqueles que não utilizam suplementos, é relativamente frequente observar um aumento nos níveis de excreção dessa substância por causa da alta atividade muscular.

Dicas para proteger os rins

Para cuidar da saúde renal, há diversas diretrizes que devem ser seguidas. A primeira é o monitoramento da hidrataçãoO consumo adequado de água alivia a pressão dos rins e melhora a sua saúde a médio e longo prazo.

Além disso, o consumo frequente de adoçantes pode ser prejudicial à função e à saúde desses órgãos. Por esse motivo, é recomendável evitar refrigerantes adoçados. Suas versões com açúcar prejudicam o pâncreas, enquanto as que contêm adoçantes químicos pioraram a saúde renal.

Outra substância que precisa ser restringida é o álcool. Além de ser prejudicial aos rins, também afeta perigosamente o metabolismo hepático e aumenta o risco de excesso de peso.

Por outro lado, aumentar o consumo de frutas e vegetais, desde que não exista um problema subjacente a nível renal, é uma estratégia eficaz para prevenir patologias.

Esses alimentos são ricos em antioxidantes e minerais que equilibram os processos de reabsorção nos rins. Por esse motivo, bem como pelo seu conteúdo vitamínico, eles devem aparecer na dieta diariamente.

A Creatinina

Creatinina, um indicador pouco confiável

Apesar de um excesso de creatinina no sangue ou na urina poder indicar a existência de uma patologia a nível renal, a sua leitura pode gerar confusão.

No caso dos indivíduos que praticam esportes regularmente ou que usam suplementos com creatina, é normal encontrar esses valores alterados. Isso não significa que a sua saúde esteja em perigo, muito pelo contrário.

Por esse motivo, a creatinina não é um indicador muito confiável. Caso sejam encontrados altos valores dessa substância em um indivíduo sedentário, é necessário fazer uma série de exames complementares. Dessa forma, seria possível confirmar o diagnóstico de uma possível patologia nos rins.

Para cuidar da saúde desses órgãos, é necessário lembrar a necessidade de uma dieta variada e equilibrada. Evitar o consumo de adoçantes artificiais e de álcool também é crucial. Além disso, é necessário manter um estado adequado de hidratação.

Pode interessar a você...
Dois suplementos alimentares para tomar após o treino
Fit PeopleLeia em Fit People
Dois suplementos alimentares para tomar após o treino

Quais suplementos alimentares eu posso tomar após o treino? A seguir, vamos detalhar duas das alternativas mais usadas pelos atletas.



  • Delanaye P., Cavalier E., Pottel H., Serum creatinine: not so simple! Nephron, 2017. 136: 302-308.
  • Vega J., Huidobro JP., Effects of creatine supplementation on renal function. Rev Med Chil, 2019. 147 (5): 628-633.