HMB: tudo o que você precisa saber

13 Novembro, 2020
O HMB tem efeitos comprovados no que diz respeito a aumentar a força e melhorar a composição corporal, especialmente em atletas amadores. O que precisamos saber sobre esse suplemento?

O HMB é um metabólito do aminoácido leucina que melhora o desempenho esportivo. Está sendo cada vez mais utilizado principalmente por atletas de força, embora também tenha se mostrado eficaz em exercícios resistidos.

Para aqueles indivíduos que não respondem à creatina, o HMB é a opção preferida em termos de suplementação.

Além disso, ele também pode ser combinado com outros produtos, como, por exemplo, os shakes carboproteicos. A seguir, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre esse metabólito, como usá-lo e para que serve.

O HMB aumenta a força

Um artigo publicado na revista Journal of Human Kinetics afirma que a suplementação com HMB é capaz de produzir melhoras significativas nos valores de força, até mesmo em atletas de elite.

O próprio documento propõe que essa substância é capaz de ativar a via mTOR do metabolismo, que tem caráter marcadamente anabólico. Por isso, aumenta a síntese proteica e, com ela, a gênese de tecido magro.

De qualquer forma, os efeitos desta substância são mais destacados em atletas amadores do que em atletas de elite. Isso se deve, em parte, ao fato de que a faixa de melhora no desempenho é menor em atletas profissionais.

No entanto, este suplemento aparece como útil para a sua implementação no esporte profissional. É capaz de otimizar e melhorar tanto o metabolismo aeróbico quanto o anaeróbico, podendo assim ser usado em diversas modalidades esportivas.

HMB: tudo o que você precisa saber

Melhore a composição corporal usando o HMB

Além de ser eficaz para o aumento da força e desempenho, o HMB também permite a otimização da composição corporal. 

O uso deste suplemento leva a mudanças positivas em relação à massa magra, conforme afirma um artigo publicado na revista Journal of Strength and Conditioning Research. Apesar disso, a substância não tem sido associada à redução do tecido adiposo.

Os efeitos do HMB sobre a composição corporal são menores do que os produzidos pela creatina. No entanto, este é um suplemento que serve para essa tarefa naqueles indivíduos que não respondem à suplementação com creatina.

A combinação das duas substâncias é capaz de melhorar ainda mais os resultados, tanto no ganho de força quanto nas alterações associadas à composição corporal.

Protocolo de dosagem

O HMB tem um protocolo de dosagem muito rígido: é necessário que ele seja seguido à risca para obter os efeitos desejados. A dose padrão é de três gramas, dividida em três doses iguais de um grama.

A primeira dose deve ser tomada juntamente com o café da manhã, a segunda após o treino e a terceira antes de dormir. Nos dias de descanso, ao invés de consumi-lo no pós-treino, o suplemento será tomado juntamente com cada refeição.

É preciso examinar a composição e a pureza dos suplementos de HMB. Essa substância muitas vezes é misturada com grandes doses de oxalato de cálcio.

Isso, por um lado, pode reduzir a pureza e o conteúdo total do produto que nos interessa. Além disso, também é um risco para os indivíduos com tendência ou histórico de cálculos renais, pois a ingestão excessiva de cálcio pode estar associada à formação de pedras nos rins.

HMB: tudo o que você precisa saber

HMB, um suplemento eficaz

O HMB é hoje amplamente utilizado no esporte profissional. Os últimos estudos mostram que este é um suplemento eficaz e seguro.

Embora seja verdade que os seus efeitos são superiores em atletas amadores, uma melhora nos valores de força e na gênese da massa muscular também é alcançada em atletas de elite.

Por isso, ele pode ser utilizado pelos indivíduos que não respondem à creatina, ou até mesmo combinado a esta para obter efeitos melhores. É preciso lembrar a rigidez do seu protocolo de dosagem, pois uma mudança implica perda de eficácia do suplemento.

Por fim, cabe destacar que, para aproveitar ao máximo os efeitos, é necessário seguir um protocolo de treinamento adequado, bem como uma dieta variada e adaptada às necessidades do atleta.

A ingestão do próprio HMB combinada com um shake carboproteico pós-treino ajuda a melhorar a recuperação do atleta e a estimular a síntese de tecido magro. Isso pode ser benéfico se o objetivo for aumentar o desempenho do atleta.

  • Kaczka P., Magdalena MM., Jastrzab R., Gawelczyk M., Kubicka K., Methylbutyrate (HMB) supplementation on different types of physical performance – a systemtatic review. J Hum Kinet, 2019. 68: 211-222.
  • Holland BM., Roberts BM., Krieger JW., Schoenfeld BJ., Does HMB enhance body composition in athletes? a systematic review and meta analysis. J Strenght Cond Res, 2019.