Saiba mais sobre Niki Lauda, ​​uma lenda da F1

Niki Lauda foi um grande piloto de Fórmula 1. Ele conseguiu ser campeão três vezes e, após sofrer queimaduras graves no corpo e quase perder a vida, voltou às pistas e continuou a vencer corridas.
Saiba mais sobre Niki Lauda, ​​uma lenda da F1

Última atualização: 18 Fevereiro, 2020

Recentemente, a triste notícia da morte de Niki Lauda abalou o mundo do automobilismo. Neste artigo, falamos sobre esse tricampeão de Fórmula 1, o acidente que quase lhe custou a vida na Alemanha e como ele influenciou a carreira de muitos pilotos famosos.

Niki Lauda, ​​três vezes campeão

Andreas Nikolaus Lauda, ​​mais conhecido como Niki Lauda, ​​nasceu em uma família rica em Viena, na Áustria, em 1949. Contra a vontade de seus pais, não quis entrar para os negócios da família e, em 1968, decidiu se tornar piloto de corrida. Inclusive, teve que pedir um empréstimo para seguir a sua paixão por carros.

Em 1971, estreou na Fórmula 1, mas não teve sucesso de imediato. Tudo mudou quando, em 1974, o próprio Enzo Ferrari o contratou para a sua escuderia.

Foi com a Ferrari que ele subiu ao pódio no segundo lugar do Grande Prêmio da Argentina. Posteriormente, ele alcançou seis pole positions consecutivas. Naquele momento, parecia que o piloto austríaco teria um grande futuro – e foi o que aconteceu.

Em 1975, Lauda se tornou campeão da Fórmula 1 pela primeira vez, após um começo pouco animador. Niki Lauda melhorou nas corridas seguintes e venceu quatro dos cinco grandes prêmios da temporada. Na última corrida, nos Estados Unidos, levantou o troféu.

Uma reviravolta

Embora tivesse começado no ano seguinte vencendo quatro corridas de seis, não conseguiu o bicampeonato. No entanto, essa temporada ficaria marcada para sempre na memória dos fãs do automobilismo: Niki sofreu um grave acidente que quase lhe custou a vida.

Seu carro foi tomado pelo fogo, o deixando com queimaduras graves. O piloto austríaco foi hospitalizado em estado crítico e à beira da morte, mas ele conseguiu se recuperar dos ferimentos. As cicatrizes, no entanto, o acompanhariam por toda a vida. Ele voltou às pistas apenas seis semanas após o acidente.

O ano de 1977 traria a ele seu segundo campeonato. Foi uma temporada difícil, com uma relação cada vez mais tensa com a Ferrari. No entanto, sua regularidade permitiu que ele levantasse o troféu.

Andreas Nikolaus Lauda, ​​mais conhecido como Niki Lauda, ​​nasceu em uma família rica em Viena, na Áustria, em 1949
Imagem: BBC

Na temporada seguinte, Niki Lauda foi para a equipe Brabham, na qual passou dois anos sem nenhum sucesso notável e com um carro monolugar que não o ajudou a apresentar bons desempenhos.

Lauda se aposentou inicialmente em 1979, mas voltou em 1982 como piloto da McLaren. Nessa escuderia, conquistou seu terceiro título em 1984. Após isso, ele se aposentou permanentemente em 1985.

O acidente que quase lhe custou a vida

Ao falar de Niki Lauda, ​​é impossível não pensar no acidente que poderia ter sido ainda pior do que foi. Tudo aconteceu no Grande Prêmio da Alemanha, em 1° de agosto de 1976.

A corrida no circuito de Nürburgring começou com chuva. Lauda colidiu antes da curva de Bergwerk e o carro pegou fogo. Outros três pilotos – Guy Edwars, Arturo Merzario e Harald Ertl – ajudaram Niki a sair do veículo, completamente envolvido em chamas.

Ele imediatamente foi levado para a sala de emergência e permaneceu hospitalizado e à beira da morte por vários dias. Um padre até chegou a realizar a extrema unção.

No entanto, como uma fênix que renasce das cinzas, Lauda deixou o hospital após várias cirurgias e voltou às pistas seis semanas depois, no Grande Prêmio da Itália, em Monza.

Aquele terrível acidente deixou marcas em seu rosto que o acompanhariam por toda a vida. Após o acidente, ele sempre usou um boné vermelho, o que lhe permitia esconder as cicatrizes. Posteriormente, e também por resultado das queimaduras, em 1983 teve que fazer uma cirurgia nas pálpebras.

A rivalidade com James Hunt e o apoio a outros pilotos

Provavelmente, muitos passaram a conhecer Niki Lauda após o filme Rush, estrelado por Daniel Bruhl, no papel do austríaco, e Chris Hemsworth, como James Hunt.

Neste artigo, falamos sobre Niki Lauda, o acidente que quase lhe custou a vida na Alemanha e como ele influenciou a carreira de muitos pilotos famosos

Embora o acidente na Alemanha tenha entrado para a história, tudo gira em torno da rivalidade entre esses dois pilotos, especialmente durante a temporada de 1976 – a mesma do trágico acidente –. No final, Hunt ganhou a temporada por apenas um ponto de diferença.

Hunt corria pela McLaren e Lauda, pela Ferrari. O piloto austríaco liderava por 30 pontos, graças a vários pódios. Por ter se ausentado de algumas corridas devido ao acidente, Hunt se aproximou no placar.

No Grande Prêmio do Japão, o piloto da Ferrari se retirou na terceira volta e deixou o caminho livre para o piloto da McLaren se consagrar campeão.

Vale ressaltar que, após aposentar, Niki Lauda se tornou consultor da Ferrari e recomendou a contratação de Michael Schumacher.

Ele depois se tornou consultor da Mercedes, onde teve envolvimento com os sucessos de Lewis Hamilton. Ele morreu aos 70 anos em Zurique, após ser internado em várias ocasiões.

Pode interessar a você...
Os acidentes da Fórmula 1 mais impressionantes
Fit PeopleLeia em Fit People
Os acidentes da Fórmula 1 mais impressionantes

A história da Fórmula 1 registra na sua memória momentos épicos com grandes vitórias e ultrapassagens, mas também tem uma boa coleção de acidentes



  • Lauda, E. N. (2014). Lauda rechnet mit der modernen Formel 1 ab. Die Welt.