Final da Liga dos Campeões: histórias memoráveis!

Os amantes do futebol mal podem esperar para apreciar a partida decisiva da Liga dos Campeões da UEFA. Quais são os detalhes da enorme história desse duelo tão importante para o futebol mundial?
Final da Liga dos Campeões: histórias memoráveis!

Última atualização: 05 Fevereiro, 2021

O encerramento de cada temporada no futebol europeu tem um tempero especial: a final da Liga dos Campeões da UEFA. É a partida decisiva que todos os fãs desejam assistir. Hoje, revisaremos a vasta história do jogo que define o torneio de clubes mais importante do mundo.

A Liga dos Campeões reúne os melhores jogadores de futebol do planeta em uma única competição. Ano após ano, as equipes mais importantes do velho continente medem forças em um jogo que deslumbra os fãs ao redor do mundo.

O Início da Copa dos Campeões da Europa

Este torneio começou a ser disputado em 1955, por iniciativa da União das Associações Europeias de Futebol (UEFA). Naquela época, era chamada de Copa da Europa. Foi somente em 1992 que o torneio começou a ser jogado em um novo formato e adotou o nome atual.

Os primeiros anos da competição foram marcados pelo domínio do Real Madrid, de Alfredo Di Stéfano. A equipe “Merengue” venceu as cinco primeiras edições do torneio. Depois disso, o Benfica, de Eusébio, assumiria o trono. Essa equipe ficou com as próximas duas taças.

Mais tarde, outros times foram adicionados grupo dos campeões da Europa: Milan e Inter, da Itália; Celtic, da Escócia; Manchester e Liverpool, da Inglaterra; Bayern de Munique, da Alemanha; e Feyenoord e Ajax da Holanda.

4 fatos sobre a final da Liga dos Campeões

Na próxima seção, veremos alguns fatos que chamam atenção sobre o duelo decisivo da Liga dos Campeões, um jogo que define o melhor time de cada temporada europeia de futebol.

1. A histórica taça “orelhuda”

Se há algo que distingue a Liga dos Campeões, é a forma do seu troféu. No entanto, em suas primeiras edições, o prêmio dado pelo jornal francês L’Equipe tinha um estilo mais tradicional. Essa taça ficou com o Real Madrid em 1967, quando a UEFA a entregou definitivamente após o time ter sido o maior campeão até aquele momento (seis conquistas).

Real Madrid CF, Liga dos Campeões

Desde aquele ano, está em disputa a taça de alças grandes que conhecemos hoje. Ela foi desenhada por um suíço, Jörg Stadelmann, pesa 8 quilos e mede 74 centímetros de altura. Até 2008, qualquer equipe que vencesse o troféu três vezes consecutivas ou cinco no total poderia definitivamente ficar com ele. Depois, outro igual seria recriado.

Além disso, a equipe campeã ficava com a “orelhuda” até a final da Liga dos Campeões do ano seguinte, quando recebe uma réplica menor. Atualmente, porém, a UEFA é dona do troféu original ad eternum e fornece ao campeão uma réplica exata.

2. Final em partida única

Esta é uma característica distintiva desta competição: a final da Liga dos Campeões é sempre disputada em um estádio neutro, salvo quando o time dono do estádio escolhido com antecedência para sediar esse compromisso chega à partida decisiva.

Isso deu origem a grandes espetáculos, já que a emoção de definir tudo em um dia torna tudo muito mais intenso. Além disso, elimina a vantagem para quem definiria a final em casa, como acontecia na América do Sul, até 2018.

3. Os maiores campeões da Liga dos Campeões

Graças ao seu pentacampeonato (alcançado sob a liderança de Di Stéfano) e aos quatro últimos troféus (conquistados nos anos 2010), o Real Madrid é o principal vencedor da Liga dos Campeões (13 títulos).

Eles são seguidos por Milan (7), Liverpool, Barcelona e Bayern de Munique (5), Ajax (4), Internazionale de Milão e Manchester United (3), Juventus, Benfica, Nottingham Forest e Porto (2).

Além dos listados, completam o conjunto dos 22 vencedores desta competição: Celtic, Hamburgo, Steaua de Bucareste, Olympique de Marseille, Borussia Dortmund, Chelsea, Feyenoord, Aston Villa, PSV Eindhoven e o Estrela Vermelha.

4. Batalhas históricas

É claro que existem finais que permanecerão para sempre nos livros de história do futebol europeu. Entretanto, há alguns confrontos que são lembrados de maneira especial por terem causado grande comoção.

A Liga dos Campeões resultou em partidas históricas, especialmente nas finais.

A primeira é a de 1999, jogada no Camp Nou, em Barcelona, pelo Manchester United e Bayern de Munique. Os alemães venciam desde o sexto minuto do primeiro tempo. No entanto, com o tempo regulamentar já cumprido, Sheringham e Solskjaer deram o título à equipe inglesa.

Anos depois, em 2005, houve possivelmente a virada mais impressionante da história da Liga dos Campeões. O palco foi o Atatürk Olimpiyat Stadi, em Istambul. Os protagonistas? Milan e Liverpool.

Nesse jogo, os italianos venciam por 3 a 0, com gols de Paolo Maldini (com um minuto de jogo) e Hernán Crespo (com dois gols). No entanto, uma explosão de 15 minutos foi suficiente para Gerard, Smicer e Xabi Alonso igualarem o placar. Finalmente, ao vencer por 3-2 na disputa de pênaltis, os ingleses realizaram o feito de uma virada incrível.

Sem dúvida, a Liga dos Campeões é pura história no mundo do futebol. Talvez não exista outro torneio de clubes com tanta emoção envolvida. A emoção de aproveitar a partida e conhecer o novo campeão segue sempre aumentando. Quem será o novo rei do futebol europeu?

Pode interessar a você...
UEFA Champions League: saiba tudo sobre ela
Fit PeopleLeia em Fit People
UEFA Champions League: saiba tudo sobre ela

A UEFA Champions League é uma importante competição europeia disputada desde os anos cinquenta e que determina a melhor equipe do continente.