História da rivalidade Boca-River no futebol argentino

Boca e River têm uma longa história de rivalidades e encontros emocionantes. As partidas que jogam entre si se chamam “superclássicos”.
História da rivalidade Boca-River no futebol argentino

Última atualização: 24 Fevereiro, 2021

Quando ambos os times se enfrentam no superclássico do futebol argentino, todo o país para. No seguinte artigo, contaremos sobre a rivalidade Boca-River, que tem mais de um século de vida.

Dados sobre o Boca Juniors

O Club Atlético Boca Juniors foi fundado em abril de 1905 no bairro portenho de La Boca, graças a um grupo de imigrantes italianos. Além disso, é a única equipe que participou de todas as edições da liga local desde a sua criação em 1913. A camiseta é azul com uma faixa amarela horizontal no centro.

O estádio do Boca é conhecido como La bombonera, ainda que o seu nome oficial seja Alberto J. Armando. O time tem 33 campeonatos da primeira divisão, 13 copas nacionais e 6 libertadores, entre outros títulos.

Informação sobre o River Plate

O Club Atlético River Plate foi fundado em maio de 1901 no bairro de La Boca, embora, desde a década de trinta, tenha se mudado para Nuñez, onde está o seu estádio, conhecido como El Monumental.

O time é a equipe com mais títulos locais – 63 campeonatos profissionais – e tem, além disso, uma dúzia de troféus internacionais. A sua camiseta é branca com uma faixa vermelha na diagonal.

História da rivalidade Boca-River
Imagem: Yahoo Sports.

História da rivalidade Boca-River

A primeira vez que ambos os times se enfrentaram foi em agosto de 1913, com uma vitória do River por 2 a 1, no estádio de madeira do Racing Club, outro dos clubes importantes do país. No entanto, algumas fontes indicam que, na realidade, a primeira partida foi em 1908, mas não há registros dela.

Até então, ambas as equipes em ascensão compartilhavam o bairro, La Boca, região de porto e de imigrantes, principalmente procedentes da Itália. Essa rivalidade local se mantinha em termos cordiais e cavalheirescos, ainda que, com o passar do tempo, as coisas tenham mudado um pouco.

Os primeiros “clássicos”

As partidas entre o Boca e o River começaram a ser chamadas de “clássicos” a partir de 1931, quando o futebol passou a ser profissional na Argentina. Nesse lembrado encontro, três jogadores do River foram expulsos e, quando não quiseram abandonar o campo de jogo, a partida acabou suspensa.

Desde o primeiro encontro em 1913 até a atualidade, o Boca e o River se enfrentaram em 251 ocasiões, em torneios locais ou internacionais. A equipe azul e amarela ganhou 89 vezes, os brancos e vermelhos 83 e, finalmente, empataram nas 79 ocasiões restantes.

Cobrança de penalti
O pênalti que Roma defendeu de Delem. Imagem: Diario Democracia.

As maiores goleadas nessa rivalidade Boca-River? Em 23 de dezembro de 1928, o Boca ganhou de 6 a 0 do seu eterno rival. Enquanto isso, em 19 de outubro de 1941, os millonarios derrotaram os Xeneizes por 5 a 1.

Partidas lembradas na rivalidade Boca-River

Os fãs de ambas as equipes – as duas mais importantes do país – se lembram de diferentes partidas ao longo da história. Assim, deixando de lado o primeiro encontro das fases amadora e profissional, outros que ficaram na memória de Xeneizes e Millonarios são:

Em janeiro de 1932, o Boca ganhou de 3 a 0 no campo do River e pôde dar a volta olímpica (se coroar campeão). Isso voltou a acontecer em 1943 e em 1969.

No campeonato de 1962, ambas as equipes estavam se enfrentando e o árbitro marcou um pênalti a favor do River no último minuto. O goleiro do Boca, Roma, se adiantou traiçoeiramente e conteve o chute (foto anterior).

Apesar dos protestos, o árbitro não permitiu que o pênalti fosse executado novamente. Dessa forma, o Boca ganhou por uma diferença mínima e se consagrou campeão.

Em 1968, ocorreu uma das maiores tragédias da rivalidade Boca-River, quando morreram 71 pessoas da torcida boquense durante uma avalanche no portão 12 do Estádio Monumental.

Vingança

Em abril de 1986, o River conseguiu se vingar. Ganhou de 2 a 0 na Bombonera e somou mais um título ao seu mostruário. Essa partida, além disso, é lembrada porque foi jogada com uma bola laranja. Norberto Alonso – ídolo riverplatense – marcou dois para o Millonario.

Em 2019, a rivalidade Boca-River teve um alcance internacional inédito, quando ambas as equipes chegaram à final da Libertadores. No primeiro encontro do que se batizou como “A final de todos os tempos”, empataram em 2 a 2.

Partida de futebol
Imagem: La Gaceta.

Antes do jogo de volta, o ônibus dos jogadores do Boca foi agredido perto do estádio e a partida foi suspensa. Finalmente, e de maneira insólita, o Estadio Santiago Bernabéu de Madrid foi o cenário para essa partida, que os Millonarios ganharam por 3 a 1. Desse modo, o River se coroou campeão da América… na Europa!

Pode interessar a você...
Conheça histórias de rivalidade no esporte
Fit PeopleLeia em Fit People
Conheça histórias de rivalidade no esporte

A rivalidade no esporte existe desde que o homem compete por uma medalha ou um título. E algumas delas também são mantidas fora do campo ou da quadra!