Fit People
 

Os árbitros das finais da Copa do Mundo

Os árbitros das finais da Copa do Mundo talvez sejam mais lembrados por algum cartão vermelho ou por algum pênalti não marcado. Vamos revê-los aqui!

Os árbitros das finais da Copa do Mundo

Última atualização: 09 Janeiro, 2021

Você provavelmente não se lembra dos nomes dos árbitros das finais da Copa do Mundo, mas deve se lembrar de algum evento relacionado às suas ações nessas partidas, a mais importante a cada quatro anos. A seguir, vamos falar sobre os responsáveis por aplicar as regras na partida mais esperada do mundo.

Quem foram os árbitros das finais da Copa do Mundo?

Nos dias que antecedem a grande final, muito se fala sobre quem será o árbitro, o responsável por fazer com que as regras do esporte mais popular do mundo sejam respeitadas.

No entanto, assim que conhecemos o campeão, o mais provável é que nos esqueçamos do ‘homem de preto’ – embora ultimamente eles também usem outras cores.

Por isso, nesta lista, vamos falar sobre alguns dos árbitros das finais da Copa do Mundo, começando a partir da última edição.

1. Néstor Pitana (Argentina) na Rússia 2018

A final que foi disputada entre França e Croácia, no Estádio Olímpico Luznhikí, em Moscou, teve como árbitro principal o argentino Néstor Pitana, que já havia apitado no Brasil, em 2014.

E não só isso, pois também havia sido escolhido para ser o árbitro da partida de abertura da Copa do Mundo, na qual a seleção local goleou a Arábia Saudita por 5 a 0 no mesmo estádio.

Na final, Pitana – foto principal – marcou um pênalti para a França, convertido por Griezmann. O resultado da partida foi de 4 a 2 a favor dos gauleses.

2. Nicola Rizzoli (Itália) no Brasil 2014

Juntamente com os seus conterrâneos Renato Faverani e Andrea Stefani, Rizzoli apitou a final entre Argentina e Alemanha. No confronto, a seleção europeia venceu por 1 a 0 na prorrogação.

Uma das polêmicas da partida aconteceu aos 56 minutos, quando o goleiro alemão Manuel Neuer saiu em busca da bola e acertou o atacante argentino Higuaín, mas Rizzoli não marcou o pênalti. Posteriormente, também não marcou a falta do argentino Sergio Agüero, que deu uma cotovelada no rosto de Schweinsteiger.

Os árbitros das finais da Copa do Mundo

3. Howard Webb (Inglaterra) na África do Sul 2010

Se formos falar de arbitragens polêmicas, a do inglês na final entre Holanda e Espanha na Copa da África do Sul 2010 poderia encher páginas. A própria escalação de Webb foi considerada equivocada, após ter apitado outra partida dos espanhóis.

Até mesmo o renomado ex-jogador holandês Johan Cruyff disse que o árbitro deveria ter expulsado dois dos jogadores do seu país. O árbitro posteriormente declarou que aquelas foram as duas piores horas da sua carreira, por causa da pressão física e emocional.

4. Horacio Elizondo (Argentina) na Alemanha 2006

Quem não se lembra desta final entre Itália e França, com a cabeçada de Zidane em Materazzi e a disputa de pênaltis que deu o título aos italianos? O árbitro dessa partida foi o argentino Horacio Elizondo.

Elizondo tornou-se assim o primeiro árbitro a apitar tanto o jogo de abertura quanto a final da mesma Copa – o que posteriormente também seria feito pelo seu compatriota Pitana. A primeira partida foi entre Alemanha e Costa Rica.

5. Pierluigi Collina (Itália) na Coreia /Japão 2002

Poderíamos dizer que Collina é um dos árbitros mais famosos do mundo. Atualmente, ele é membro do Comitê de Arbitragem da UEFA e já esteve na capa do Pro Evolution Soccer 3.

Porém, quando se trata da sua atuação na Copa de 2002, ele teve boas atuações que o levaram a apitar a final entre Brasil e Alemanha, na qual os sul-americanos conquistariam a vitória pela quinta vez na sua história.

Os árbitros das finais da Copa do Mundo

6. Said Belqola (Marrocos) na França 1998

Belqola ficou conhecido por apitar a final entre França e Brasil e por ser o primeiro árbitro africano a chegar a esse posto. Nesta partida, os gauleses venceram por 3-0 e foram campeões pela primeira vez na história.

7. Sándor Puhl (Hungria) nos Estados Unidos 1994

A final desta Copa do Mundo foi disputada entre Brasil e Itália, partida esta que terminou empatada sem gols. Nos pênaltis, os sul-americanos conquistaram o título.

Quanto ao árbitro, o húngaro Puhl teve uma boa atuação e conquistou três vezes o prêmio de melhor do ano. Ele não foi escolhido para a França em 1998 devido a uma suspensão de um ano, após não ter sancionado na ata um gesto violento em uma partida pela Liga dos Campeões.

Outros árbitros das finais da Copa do Mundo

Finalmente, alguns outros árbitros das finais da Copa do Mundo foram o mexicano Edgardo Codesal na Itália 1990, o brasileiro Romualdo Arppi no México 1986, o italiano Sergio Gonella na Argentina 1978 e o inglês John Taylor na Alemanha 1974.

Futebol e tecnologia: a justiça esportiva é favorecida?

Futebol e tecnologia: a justiça esportiva é favorecida?

Após a incorporação do VAR na Copa do Mundo da Rússia em 2018, a complexa relação entre futebol e tecnologia voltou a gerar polêmica,



  • Depo – Horacio Elizondo y su histórico debut en el partido inaugural de Alemania 2006 – Junio 2020 – https://www.depo.com.ar/futbolinternacional/Horacio-Elizondo-y-su-historico-debut-en-el-partido-inaugural-de-Alemania-2006-20200608-0028.html
  • El Nacional – Pierluigi Collina: el mejor árbitro de la historia del fútbol – Abril 2020 – https://www.elnacional.com/deportes/pierluigi-collina-el-mejor-arbitro-de-la-historia-del-futbol/