Parkour: o esporte de rua em expansão

03 Dezembro, 2019
O parkour é um esporte "arriscado", praticado nas ruas e com cada dia mais seguidores. Você pode praticá-lo depois de aprender os movimentos e técnicas básicos.
 

Você provavelmente já viu isso em um filme ou série: pessoas pulando de prédios e outras construções pela cidade. Embora pareça surpreendente, isso é um esporte e é conhecido como parkour. No artigo a seguir, contaremos tudo o que você precisa saber sobre essa disciplina de rua que está em expansão atualmente.

Parkour: que esporte é esse?

É um esporte de rua que se concentra nas habilidades motoras e no qual os movimentos naturais do corpo são trabalhados. Surgiu na década de 1980 na França, graças à iniciativa de Raymond Belle, um ex-soldado e bombeiro gaulês.

O termo parkour deriva de ‘parcours du combattant ‘ (rota do combatente) e baseia-se no treinamento militar ministrado por Georges Hébert. Seu objetivo é se mover de um ponto a outro da maneira mais eficiente possível e se adaptar às demandas do espaço através da ajuda exclusiva do corpo.

Dizem que aqueles que praticam – traceurs para homens e traceuses para mulheres – experimentam uma grande sensação de liberdade e domínio do seu próprio corpo e habilidades.

parkour pode ser praticado tanto individual como colectivamente, e quase sempre é feito em ambientes urbanos, como edifícios ou parques. A ideia não é competir com os outros, mas consigo mesmo, como acontece, por exemplo, nas artes marciais.

Movimentos do parkour

Muitos se perguntam se o parkour é uma atividade física extrema ou perigosa. Embora exista a possibilidade de regular a dificuldade dos movimentos, deve-se ter em mente que, para praticá-la, a vida do atleta nunca pode ser posta em risco.

 
Movimentos do parkour

Uma das peculiaridades dessa disciplina é que ela é bastante simples. Requer roupas e sapatos confortáveis (existem alguns que o fazem descalços) e conhecer o básico das técnicas. Além disso, é claro, é essencial ser cauteloso e paciente com os primeiros movimentos.

Podemos dividir as técnicas do parkour em três grupos principais: saltos, recepções e movimentos. A seguir, uma breve revisão para cada um deles:

1. Saltos

Há os saltos de precisão, descida, de braço, de comprimento e profundidade. Eles permitem que você atravesse os obstáculos ou se agarre a uma parede ou cerca.

2. Recepções

A recepção básica consiste em entrar em contato com o chão com as mãos para distribuir o peso do corpo. Há também recepções roladas, de um salto de precisão, de braços ou em galhos. O último é feito segurando uma árvore.

3. Movimentos

Eles são muito diversos, e todos pretendem superar um obstáculo ou passar de um lugar para outro. Por exemplo, encontraremos movimentos como desfile, gato, ladrão, reverso, escalada, balanço, prancha, equilíbrio ou salto de tigre.

Como praticar o parkour

A essência do parkour é a seguinte: “Prepare o seu corpo para ir do ponto A ao ponto B o mais rápido possível e superando todos os tipos de obstáculos que surgirem”.

 

parkour é muito mais do que um esporte que nos faz saltar de um lado para o outro no meio da cidade. Embora possa parecer, não é um esporte perigoso, uma vez que o risco ou dificuldade é colocado por cada praticante.

Para começar, você trabalha no chão. Ao longo das semanas, a dificuldade aumenta e é possível brincar com diferentes alturas. Se um indivíduo decide executar um salto arriscado, ele deve se certificar de que está bem preparado para isso.

É essencial conhecer as suas próprias habilidades e deficiências! Acima de tudo, é essencial superar o medo.

Melhore a sua forma física com o parkour

O parkour é um método de treinamento mais completo do que você imagina, porque você vai trabalhar a flexibilidade, força, resistência e equilíbrio. Além disso, tem a vantagem de ser realizado na rua e não há necessidade de pagar pelas aulas.

Melhore seu estado

Talvez ao ver um grupo de traceurstraceuses, você possa achar que sejam vândalos ou jovens entediados que não têm nada melhor para fazer. No entanto, quando entramos no mundo do parkour, percebemos que é um treinamento muito exigente.

Além disso, difere das outras disciplinas pelo fato de não haver competição, pelo menos com outras pessoas. No parkour, o único oponente é você mesmo e os seus próprios limites.

 

O resto é uma questão de melhorar o estilo e se superar diariamente. Além disso, você pode gravar vídeos fazendo saltos que deixam os espectadores sem fôlego!

Se você deseja praticar o parkour, recomendamos que você consulte pessoas que o praticam há muito tempo, para que elas lhe deem as dicas básicas. Não se trata de copiar os movimentos com base no que você vê no YouTube. Você pode se arriscar e sofrer ferimentos graves se não estiver preparado!

  • Saville, S. J. (2008). Playing with fear: Parkour and the mobility of emotion. Social and Cultural Geography. https://doi.org/10.1080/14649360802441440