O alongamento promove o crescimento muscular?

07 Janeiro, 2020
A hipertrofia muscular é um objetivo procurado todos os dias por muitos adeptos da vida fitness ou praticantes de musculação. Ela visa aumentar o número e o tamanho das fibras musculares. Mas e em relação ao alongamento? Ele nos ajuda a ganhar massa muscular? Ou promove sua perda?
 

As pessoas sempre consideraram alongar um fator benéfico. Além disso, muitas teorias são baseadas no alongamento músculo-tendão para favorecer o movimento e aumentar a temperatura do corpo como preparo para o exercício. Mas será que o alongamento influencia no crescimento muscular de alguma forma?

Por que alongamos nossos músculos?

As pessoas se alongam com o objetivo de realizar movimentos com maior soltura ou de preparar seus ossos, ligamentos, músculos e tendões para qualquer carga externa.

Alongar também produz um aumento de temperatura nos tecidos circundantes, o que evita a execução de movimentos frios, que precedem muitas lesões musculares.

Tipos de alongamento

Ao longo dos anos, vários tipos de alongamentos foram classificados baseados em seus objetivos. Existe uma diferença bem grande entre o alongamento com o objetivo de recuperação e o realizado ​​para ativação. Além disso, existem muitos tipos de alongamento de ativação que combinam com diferentes tipos de treino:

  • Estático: consiste em alongar em posição de repouso. No alongamento estático, alonga-se um músculo a partir de uma determinada posição mantendo-a de 10 a 20 segundos.
  • Dinâmico: requer um impulso, mas sem exceder os limites do alongamento estático.
  • Ativo: consiste em alongar aplicando uma contração no músculo antagonista.
  • Passivo: utiliza uma força externa para longar uma parte do corpo.
  • Balístico: é um alongamento dinâmico realizado de forma rápida e com movimentos repetidos.
 
  • FNP: baseia-se em um alongamento estático seguido de uma contração isométrica — sem movimento. Depois do alongamento FNP, você deve relaxar o corpo para continuar com um alongamento estático e, assim, aumentar a amplitude de movimento.
Tipos de alongamento

Quem visa o crescimento muscular deve fazer alongamento?

Na verdade, essa pergunta não tem uma resposta tão direta quanto um sim ou não. A resposta se baseia em qual atividade esportiva iremos realizar e também no tipo de alongamento. Além disso, também é apropriado pensar sobre em que momento durante o treino o alongamento será realizado.

Portanto, a pergunta em questão é: o alongamento promove a hipertrofia? Na verdade, alongar-se não é positivo para a hipertrofia de forma direta, mas tem um impacto indireto.

Para começar, realizar o alongamento no mínimo duas ou três horas após a sessão de treinamento favorecerá a recuperação da área estressada.

Além disso, alongar antes de um treino que tem como objetivo contrair o músculo pode ajudar a recuperar a amplitude de movimento. O alongamento alonga o músculo e promove melhorias em face das mudanças de tensão geradas. Com isso, ajuda a evitar lesões.

 

Quando devemos evitar o alongamento para aumentar a massa muscular?

O alongamento pode ser contraindicado antes de um exercício de hipertrofia. Da mesma forma, alongar após concluir o exercício ou entre séries de exercícios diferentes pode levar a lesões.

As lesões musculares são causadas por uma mudança radical ao manusear cargas que fazem o músculo se expandir e contrair. Alongar um músculo ao máximo logo após um treino com pesos pode causar rupturas fibrilares, além de lesões nos ligamentos ou nos tendões.

O que acontece em atividades com baixo impacto?

Cada treino é um mundo. Por isso, é preciso analisar todo o contexto de um treino de acordo com suas características. No caso das pessoas que praticam futebol ou dançam, os alongamentos prévios do tipo balístico ou FNP podem ser favoráveis, pois essas atividades requerem técnica e força balística sem uma carga externa.

Devemos realizar alongamentos para ganhar músculos?

No entanto, queremos destacar que os exercícios de hipertrofia geralmente requerem cargas médias ou altas. Alongar tem um mecanismo de ação totalmente oposto à contração muscular, o que pode gerar um conflito. Em muitos esportes que não implicam ganho muscular ou hipertrofia, o alongamento cumpre outro propósito.

 

Para concluir, o fato de se alongar ser benéfico apenas várias horas após a sessão de hipertrofia sugere que o cuidado físico não é limitado somente à sessão de treino. É algo que devemos ter em mente a todo momento.

É recomendável, então, fazer uma sessão de alongamento para promover o crescimento muscular, mas sempre corretamente e no momento adequado.

  • Michael J. Alter. 2004. Los estiramientos. Editorial Padiotribo.

  • P. Calle Fuentes; M. Muñoz-Cruzado y Barba; D. Catalán Matamoros ; M.T. Fuentes Hervías. Los efectos del estiramiento muscular: ¿qué sabemos realmente? Revista Iberoamericana de Fisioterapia y Kinesiología. https://www.elsevier.es/es-revista-revista-iberoamericana-fisioterapia-kinesiologia-176-articulo-los-efectos-los-estiramientos-musculares-13092669

  • F.Ayala; P.Sainz de Baranda; A.Cejudo. El entrenamiento de la flexibilidad: técnicas de estiramiento. Flexibility training: Stretching techniques. https://www.elsevier.es/es-revista-revista-andaluza-medicina-del-deporte-284-articulo-el-entrenamiento-flexibilidad-tecnicas-estiramiento-X1888754612647166