Como saber qual é a sua idade física?

01 Setembro, 2019
Elas nem sempre são iguais: a idade cronológica e a idade biológica não precisam coincidir. Na prática, não é difícil saber qual é sua idade física. Alguns testes fornecem as diretrizes para determiná-la.

A partir dos 30 anos, as habilidades físicas e psíquicas começam a diminuir e o envelhecimento começa. É importante saber o que é a idade cronológica e a idade física ou biológica, para entender como podemos desacelerar esse processo.

A idade cronológica ou verdadeira é aquela contada desde o nascimento. A biológica, por outro lado, é determinada pelo funcionamento adequado dos órgãos em relação à idade cronológica.

A idade biológica é aquela que aparentamos com base no funcionamento das nossas células. Ela pode ser melhorada, mas isso vai depender dos nossos hábitos. Nem todos envelhecem com a mesma velocidade.

Como saber qual é a sua idade física?

Algumas perguntas simples permitem saber qual é a nossa idade física. Fazemos exercícios? As células daqueles que caminham todos os dias são mais jovens do que as das pessoas que não praticam nenhum esporte.

O movimento combate a obesidade, oxigena o cérebro e protege as células. De fato, caminhar todos os dias pode aumentar a expectativa de vida em até seis anos.

Existem vários testes para conhecer a idade biológica. Esses testes são baseados na idade e no índice de massa corporal. Também é verificado se o indivíduo fuma, o quanto ele dorme e se ele se exercita.

O profissional também vai nos perguntar se o nosso trabalho é estressante, se temos um parceiro, se a nossa dieta é baixa em gordura, se há muita tensão ou se somos otimistas.

Sedentarismo e excesso de peso

O sedentarismo contribui para o envelhecimento. Passar mais de 5 ou 6 horas sentado em frente à TV diminui o tempo de vida em até 6 anos. Em contrapartida, recomenda-se a prática de atividades esportivas, começando pela caminhada.

Da mesma forma, o excesso de peso também contribui para o envelhecimento precoce do corpo. Isso aumenta o risco de diabetes e hipertensão. Assim, se o índice de massa corporal exceder 25, os problemas podem estar próximos. Para conhecer o IMC, podemos dividir o peso em quilos pela altura em metros ao quadrado.

Por outro lado, o telômero, ou parte final da célula, fica encurtado se sofremos de depressão ou se somos pessoas pessimistas. Isso acelera o envelhecimento do DNA e a morte celular. Nesses casos, podemos envelhecer até 10 anos.

O exercício novamente assume um papel de destaque, tornando-se um antídoto para a depressão. Se a condição for grave, será útil consultar um especialista.

Qual a sua idade física?

Comer bem e não fumar

A restrição calórica diminui o envelhecimento precoce. Para comer devagar e evitar chegar ao final da refeição se sentindo cheio, a recomendação é mastigar cada garfada 20 vezes. Servir 30% a menos de comida é outra opção que pode ajudar a triplicar a expectativa de vida.

Além disso, o consumo de cigarros por um período de 10 anos envelhece dois anos e meio a mais. A nicotina diminui a espessura da parte do córtex cerebral que processa a linguagem, a atenção, a memória e a consciência. Ao abandonar o tabaco, os neurônios recuperam a sua eficácia e o risco de demência é diminuído.

Respirar bem e não inalar produtos tóxicos

Se ao inspirar pelo nariz o abdômen for inflado ao invés do peito, os pulmões serão preenchidos completamente e o corpo será oxigenado. Tornar esse tipo de respiração uma prática recorrente aumentará os benefícios para o corpo.

Em contraste, a exposição a produtos tóxicos, tais como cosméticos com parabenos, frigideiras com PFOA, plásticos com bisfenol ou produtos de higiene, produz estresse oxidativo.

Como consequência, ocorre a aceleração do envelhecimento e um aumento dos radicais livres, o que causa danos às células. Assim, o aparecimento da doença de Alzheimer, da artrite, do câncer ou do diabetes é favorecido.

Para evitar o contato com esses produtos, é conveniente usar recipientes de vidro e produtos orgânicos. O hábito de aplicar essas dicas reduzirá o envelhecimento precoce e pode até mesmo diminuir 15 anos da idade biológica.

Sintomas de envelhecimento precoce

Sintomas de envelhecimento precoce

Os sintomas do envelhecimento precoce são a fadiga, a digestão inadequada, as rugas ou um desempenho inferior no trabalho e na vida social. Também deve ser dada atenção à pele seca, à dor nas articulações, às manchas nas mãos e no rosto, às alterações na postura, ao diabetes ou à hipertensão.

Se esses sintomas aparecerem, devemos melhorar os nossos hábitos. Isso inclui o consumo de pelo menos dois litros de água diariamente, para manter o organismo limpo.

Além disso, regular o excesso de radicais livres através da ingestão de antioxidantes em alimentos ou suplementos alimentares, por exemplo, é uma forma de combater o envelhecimento.

Da mesma forma, também devemos tratar criteriosamente a exposição aos raios ultravioletas, à fumaça de cigarro, à poluição e ao estresse, bem como o sedentarismo e os exercícios excessivos.

Finalmente, para saber qual é sua idade física, existem vários testes. Além disso, o mais importante é que, uma vez que você saiba o resultado, você implemente as recomendações para alcançar uma melhor qualidade de vida.