Os riscos da acrilamida, presente em muitos alimentos

É importante reduzir o consumo de produtos ultraprocessados, pois eles contêm substâncias tóxicas na sua composição, como, por exemplo, a acrilamida. Entre outros riscos que vamos explicar, ela aumenta o risco de câncer.
Os riscos da acrilamida, presente em muitos alimentos

Última atualização: 02 Março, 2021

Existem diferentes substâncias tóxicas que podem ser encontradas em alguns produtos alimentícios e que causam danos à saúde a médio prazo. A seguir, vamos falar sobre o risco da acrilamida nos alimentos, um elemento que é formado durante o cozimento em altas temperaturas.

Em primeiro lugar, é importante destacar que é necessário evitar ao máximo as frituras e os métodos de cozimento em temperaturas muito altas. Esse tipo de preparo aumenta a formação de resíduos com a capacidade de piorar o estado de saúde. Alguns deles foram associados até mesmo a um aumento na incidência de câncer.

Acrilamida, uma substância tóxica

A acrilamida é uma substância tóxica que é gerada quando os carboidratos são submetidos a altas temperaturas. Essa situação é característica do modo de preparo das frituras e empanados, e uma das razões pelas quais esse tipo de preparo não é recomendado para a dieta habitual.

O consumo regular de acrilamida está relacionado, entre outras coisas, a um maior risco de desenvolver câncer. De acordo com uma publicação na revista European Journal of Epidemiology, incluir essa substância tóxica na dieta pode aumentar a incidência de câncer de ovário em mulheres. Portanto, é sempre aconselhável priorizar os métodos de cozimento menos agressivos.

Um risco para o sistema nervoso central

Além da sua característica cancerígena, a acrilamida pode gerar toxicidade no nível do sistema nervoso central. Isso aumenta a oxidação e aumenta o risco de desenvolver patologias neurodegenerativas.

De fato, a ingestão regular da substância tem se mostrado um fator de risco quando se fala em problemas associados ao sistema cognitivo, de acordo com um estudo publicado pelo Journal of Physiology and Pharmacology.

Os riscos da acrilamida nos alimentos

Os especialistas aconselham reduzir drasticamente a presença de frituras na dieta, pois elas podem causar diversos problemas de saúde. Muitos deles estão relacionados à acrilamida, enquanto outros estão associados às gorduras trans. De qualquer forma, a opção mais recomendável é consumir alimentos frescos ou submetidos a formas de cozimento menos agressivas.

A acrilamida em alimentos industrializados

Além das frituras caseiras, é comum encontrar acrilamida em produtos industrializados ultraprocessados. Nesse sentido, você deve saber que não é obrigatório declarar a presença dessa substância tóxica no rótulo e, portanto, este é um perigo oculto.

Lembre-se de que todos os produtos de panificação geralmente contêm acrilamida. Da mesma forma, produtos assados ​​e alimentos industrializados também são suscetíveis a quantidades significativas dessa substância tóxica. A isso devem ser adicionados os aditivos que eles contêm, além dos açúcares adicionados e lipídios trans.

A soma de todos esses fatores torna os ultraprocessados produtos altamente desaconselháveis, que devem ser evitados na dieta habitual. Caso contrário, o risco de desenvolver doenças complexas, tais como câncer, diabetes ou doenças neurodegenerativas, pode aumentar dramaticamente.

Lembre-se de que, ao montar um plano alimentar saudável, pode ser benéfico incluir carboidratos. Mas eles devem ter um baixo grau de processamento e é preciso evitar que eles sejam submetidos a altas temperaturas. Uma opção é recorrer ao cozimento em água, já que esse mecanismo geralmente não produz compostos tóxicos.

A acrilamida nos alimentos, um risco para a saúde

Os riscos da acrilamida nos alimentos

Conforme você deve ter visto, a acrilamida nos alimentos representa um risco para a saúde e, portanto, o seu consumo deve ser reduzido. Para isso, evite ultraprocessados industrializados, frituras e empanados. Lembre-se sempre de que essa substância tóxica é gerada quando os carboidratos são submetidos a altas temperaturas.

Por outro lado, não se esqueça da importância de incluir antioxidantes na dieta, a fim de minimizar a produção de radicais livres. Dessa forma, você poderá mitigar o impacto de certas substâncias nocivas com características cancerígenas.

Os compostos antioxidantes estão associados a um melhor estado de saúde, por isso é necessário garantir a presença de vegetais na alimentação.

Ao mesmo tempo, evite comer snacks industrializados. Este tipo de produto contém acrilamida e outros aditivos químicos que podem alterar o estado de saúde e promover o aparecimento de patologias complexas a médio e longo prazo. Por fim, os refrigerantes também não são uma boa opção.

Pode interessar a você...
Alimentos com acrilamida, substância prejudicial para a saúde
Fit PeopleLeia em Fit People
Alimentos com acrilamida, substância prejudicial para a saúde

A acrilamida, substância prejudicial para a saúde, é uma substância presente em alguns produtos alimentícios. Saiba aqui os alimentos que contêm ac...



  • Hogervost JGF., Brandt PA., Godschalk RW., Interactions between dietary acrylamide intake and genes for ovarian cancer risk. Eur J Epidemiol, 2017. 32 (5): 431-444.
  • Kopanska M., Muchacka R., Czech J., Batoryna M., et al., Acrylamide toxicity and cholinergic nervous system. J Physiol Pharmacol, 2018.