Como tratar uma entorse no joelho?

As lesões no joelho podem ser uma grande dor de cabeça se não forem tratadas com seriedade. As entorses nessa articulação são comuns em diversas modalidades. Como elas devem ser tratadas?
Como tratar uma entorse no joelho?

Última atualização: 28 Janeiro, 2021

Tratar uma entorse no joelho é um procedimento semelhante ao seguido em qualquer outra entorse. Porém, devemos seguir o tratamento à risca para evitar que o problema se torne crônico.

A seguir, veremos uma breve descrição do que é uma entorse no joelho. Posteriormente, vamos analisar a melhor forma de tratar essa patologia que ocorre com certa frequência no âmbito esportivo.

O que é uma entorse?

A entorse ocorre quando um ligamento do corpo é lesionado. A função dos ligamentos é dar estabilidade às articulações e eles também atuam como limitadores do movimento, evitando assim que as estruturas saiam da sua amplitude anatômica. Dessa forma, eles ajudam a estabilizar e prevenir lesões.

O mecanismo de lesão de uma entorse consiste em um movimento que faz com que o ligamento se estenda excessivamente. Ou seja, ela ocorre por causa de um movimento tão rápido ou brusco que o ligamento não consegue conter a articulação. Quando o ligamento reage e retorna ao seu lugar, o dano já está feito.

Existem até mesmo ocasiões em que uma entorse pode levar à ruptura de um ligamento. Nesses casos, a força aplicada é tão grande que as fibras do ligamento se rompem.

Uma vez que temos ligamentos em todas as articulações do corpo, as entorses também podem aparecer em qualquer parte dele. Vamos nos concentrar nos ligamentos do joelho.

Homem com entorse no joelho

Como tratar uma entorse no joelho

Assim como acontece com outras entorses, devemos começar a tratar a entorse no joelho o mais rápido possível. Se possível, assim que sofrermos a lesão, o melhor a fazer é limitar o seu alcance. Para isso, será necessário aplicar frio local e comprimir e elevar a área. Dessa forma, vamos limitar o hematoma resultante e conter a inflamação.

Durante as primeiras 48 horas, além dessas medidas, também teremos que fazer repouso. Diferentemente dos músculos, o ligamento é uma estrutura que precisa de repouso para se recuperar. Ou seja, não é começando a treinar mais cedo que vamos melhorar mais rapidamente. Portanto, devemos respeitar o tempo indicado para o grau da lesão sofrida.

Depois dessas primeiras 48 horas, já trocaremos o frio pelo calor. Além disso, também podemos procurar um fisioterapeuta, que aplicará o ultrassom ou outra ferramenta à sua disposição.

Assim que a lesão permitir o retorno aos treinos, iniciaremos com exercícios de propriocepção, ou seja, exercícios que trabalham o equilíbrio. Conforme explicado em uma publicação na revista Fisioterapia, esses exercícios solicitam em grande parte a ativação dos ligamentos. Também será importante o fortalecimento muscular, que terá sido afetado após a lesão e o período de repouso.

A partir de então, conforme indica estudo publicado pela revista EMC – Kinesiterapia – Medicina Física, será possível e importante voltar aos poucos à vida normal, principalmente se praticarmos algum esporte. Dessa forma, devemos aumentar a carga gradativamente e praticar os gestos em ambientes controlados repetidamente antes de realizá-los em uma competição.

Chaves para a recuperação de uma entorse no joelho

Resumindo tudo o que foi dito anteriormente, o que procuramos durante o tratamento de uma entorse no joelho é:

  • Garantir que o ligamento esteja totalmente recuperado.
  • Treinar o ligamento lesionado novamente para que ele tenha a resistência e a velocidade de reação necessárias.
  • Ter uma musculatura forte para que ela possa suportar grandes esforços sem depender tanto do ligamento.
Tratar uma entorse no joelho

Os quatro ligamentos

Temos quatro ligamentos no joelho: o cruzado anterior, o cruzado posterior, o colateral medial e o colateral lateral. Em geral, o tratamento será semelhante para os quatro.

A diferença será o local de aplicação do frio durante as fases iniciais e o tipo de exercício nas fases finais. Enquanto para os ligamentos cruzados vamos ter uma maior incidência em arranques e frenagens, para os colaterais vamos trabalhar mais nos movimentos de ziguezague.

Uma recuperação completa

A boa notícia é que, uma vez que a entorse no joelho tiver sido tratada, provavelmente teremos uma recuperação completa. No caso de entorses de grau 3, as chances de sequelas serão maiores, pois o dano é tão grande que é necessária a intervenção cirúrgica. 

No entanto, mesmo nesses casos, a recuperação total é plausível. Basta ter paciência e seguir as recomendações e os tempos estipulados rigorosamente.

Este último ponto é fundamental, seja qual for o grau da entorse. Mesmo que gostemos muito de um esporte, esperar pela recuperação total é essencial. Caso contrário, podemos acabar cronificando a lesão, o que significa que ela nos causaria desconforto durante muito tempo. Se isso acontecer, ficaremos mais limitados do que se tivéssemos simplesmente esperado por mais alguns dias.

Pode interessar a você...
Voltar ao treino após uma lesão: dicas importantes
Fit PeopleLeia em Fit People
Voltar ao treino após uma lesão: dicas importantes

Voltar ao treino após uma lesão não é uma tarefa fácil. Até os atletas mais bem treinados sofrem as consequências do afastamento.



  • L. López, I. Rodríguez y A. Palacios. Prevención de esguinces de tobillo en jugadoras de baloncesto amateur mediante programas de propiocepción. Estudio piloto de casos-controles. Fisioterapia. Volume 37, Issue 5, September–October 2015, Pages 212-222
  • Lustig, E. Servien, S. Parratte et al. Lesiones ligamentosas recientes de la rodilla del adulto. EMC – Aparato Locomotor. Vol. 46, Issue 2, Pp 1-19 (2013)
  • Fabri, F. Lacaze, T. Marc et al. Rehabilitación de los esguinces de rodilla: tratamiento funcional. EMC – Kinesiterapia – Medicina Física. Vol. 29, Issue 3, Pp 1-23 (2008)