Tipos de tecido muscular

O tecido muscular é um dos mais especializados do nosso corpo. Embora a sua principal função seja o movimento, existem outros tipos de tecido muscular que desempenham funções muito importantes, como a respiração.
Tipos de tecido muscular

Última atualização: 16 Maio, 2021

O tecido muscular é um dos tecidos mais importantes do corpo. É um tipo de tecido altamente especializado, capaz de gerar movimento através da contração das suas células, chamadas miócitos. Existem vários tipos de tecido muscular, e todos eles são feitos desses miócitos.

Dependendo de certas características estruturais e funcionais, podemos diferenciar três tipos de tecido muscular, que vamos explicar neste artigo. Saiba tudo sobre o assunto!

Tecido muscular: tipos de fibras

Os tipos de tecido muscular têm características comuns a todos eles, independentemente do tipo de tecido de que estivermos falando. Conforme dissemos, todos têm os miócitos como a sua estrutura básica. O miócito é uma célula capaz de se encurtar ou se alongar em resposta a um estímulo externo.

Esse estímulo geralmente é nervoso, uma vez que os músculos são inervados e sujeitos ao controle do sistema nervoso, seja ele de caráter voluntário ou não. Por exemplo, os músculos do nosso corpo recebem estímulos de neurônios localizados na porção anterior da medula espinhal.

Os miócitos são células alongadas com muitas mitocôndrias, organelas celulares que são usadas para obter energia a partir do metabolismo aeróbio. Essas células se unem e formam estruturas alongadas chamadas de miofibrilas que, por sua vez, se agrupam em fibras musculares. No corpo humano, vamos encontrar fundamentalmente dois tipos de fibras musculares:

  • Fibras de tipo I, lentas ou vermelhas. Essas fibras são especializadas em contrações lentas e duradouras. Elas têm muitas mitocôndrias e a mioglobina – que transporta o oxigênio – lhes confere a cor vermelha. São elas que geralmente são trabalhadas nas academias, já que essas fibras musculares tendem a crescer mais porque são capazes de reter mais glicogênio.
  • Fibras de tipo II, rápidas ou brancas. Nesse caso, são fibras que executam contrações muito rápidas e precisas. É o tipo de célula encontrada nos músculos oculares. Essas fibras são brancas porque não possuem tanta mioglobina ou mitocôndrias e, por isso, entram em fadiga facilmente. Em esportes como o halterofilismo, há uma grande predominância desse tipo de fibra no tecido muscular.
Tipos de tecido muscular

Tipos de tecido muscular

Conforme mencionamos anteriormente, os diferentes tipos de tecido muscular diferem entre si por causa de parâmetros tanto funcionais quanto estruturais. Esses parâmetros serão essencialmente dois:

  • Se eles tiverem uma série de faixas transversais regulares conhecidas como estriações, eles serão conhecidos como músculo estriado. Se não tiverem essas faixas, serão chamados de músculo liso.
  • Também vamos diferenciá-los de acordo com o tipo de inervação que eles possuem. Essa inervação pode ser voluntária ou involuntária.

Músculo liso

O músculo liso é o tipo mais elementar de tecido muscular que possuímos. É um músculo sem estriações e de caráter involuntário. Pode ser encontrado em muitas de nossas vísceras.

Por exemplo, temos uma camada muscular em todo o sistema digestivo que permite o peristaltismo. Também há músculo liso nos brônquios, regulando a broncodilatação e a broncoconstrição. Em outros ductos, como o biliar, o hepático e os ureteres, também há músculo liso.

Outra localização muito importante do músculo liso está no sistema circulatório, uma vez que todas as artérias de calibre médio e grande possuem uma camada muscular espessa. As arteríolas e artérias pequenas também possuem essa camada.

A contração ou o relaxamento do músculo liso nos vasos sanguíneos é muito importante para a regulação do fluxo sanguíneo através do nosso corpo. A sua inervação vem do sistema nervoso autônomo.

Músculo cardíaco

É o músculo que forma as paredes do coração. Aqui, os miócitos são conhecidos como ‘cardiomiócitos’ porque formam o miocárdio, a espessa camada de músculo que produz a contração do coração. Esse tipo de músculo possui estriações, razão pela qual é conhecido como músculo estriado cardíaco.

A sua contração é involuntária, dependendo dos potenciais de ação que provêm do marca-passo natural do coração – o nó sinusal – embora ele também receba fibras do sistema nervoso autônomo, que regulam o aumento ou a diminuição da frequência cardíaca.

Tipos de tecido muscular

Músculo esquelético

O músculo que nos permite o movimento e a prática de esportes é o músculo esquelético. Ele também possui estriações, razão pela qual é conhecido como músculo estriado esquelético.

Esse músculo constitui quase metade do nosso peso corporal e, além do movimento, também tem outras funções importantes, tais como proteger os órgãos abdominais, dar estabilidade à coluna vertebral ou participar da micção, respiração ou defecação.

Esse músculo é de caráter voluntário. Podemos escolher quando contraímos cada músculo e quando os relaxamos. A decisão de contrair um músculo vem do córtex cerebral e desce pela medula espinhal, que possui neurônios motores que inervam esses músculos e os contraem.

Finalmente, alguns músculos também possuem fibras do sistema nervoso autônomo, de modo que eles podem ser involuntários em certos casos, como os músculos respiratórios. 

Pode interessar a você...
Qual é a função do tecido muscular?
Fit PeopleLeia em Fit People
Qual é a função do tecido muscular?

Para que o movimento do corpo ocorra, é necessário um mecanismo que o permita. E essa é precisamente a função que o tecido muscular desempenha no c...