Capsulite: sintomas e tratamento

A capsulite é uma lesão frequente em esportes como o basquete ou o vôlei. No seguinte artigo, explicamos os sintomas e o seu tratamento.

Última atualização: 10 Fevereiro, 2021

Quando praticamos um esporte, ficamos expostos a certas lesões. No entanto, a maioria dessas condições é leve e se resolvem sozinhas em poucos dias. Uma das lesões mais frequentes é a capsulite. Assim, neste artigo, vamos ver que sintomas ela causa e que tratamento ela exige.

Capsulite: o que é?

As articulações do nosso corpo não são formadas somente pelo osso e pelo músculo, mas também são rodeadas de tecido fibroso e por fibras colágenas, que rodeiam a articulação e formam uma cápsula.

Essa cápsula articulatória, em certas ocasiões, pode inflamar e dar lugar a uma capsulite. Trata-se de uma lesão que é causada habitualmente por contusões, sobretudo em esportes como o basquete e o vôlei.

Para que possamos entender corretamente: essa lesão é causada frequentemente nos dedos quando somos crianças. Jogando ou tentando parar uma bola de futebol ou de basquete, a bola bate contra o dedo e então, no dia seguinte, podemos perceber que há uma inflamação notável.

Nessa situação, ocorre a capsulite nas articulações interfalângicas, ainda que ela possa ocorrer em qualquer outra articulação do corpo.

É importante destacar que o mais frequente é que ela seja causada por contusões nas mãos ou em qualquer outra articulação do nosso corpo.

No entanto, as capsulites de ombro ou de quadril são mais associadas à idade. Ou seja, é raro que esse problema se apresente em uma pessoa jovem que sofre uma contusão no quadril.

Outro fato que devemos levar em conta é que, ainda que os sintomas sejam parecidos com os de outras lesões que afetam a estrutura da articulação – como as distensões –, nesse caso não ocorre nenhum rompimento. Dessa forma, todos os sintomas são consequência da inflamação da cápsula fibrosa.

Sintomas da capsulite

Como já adiantamos, os principais sintomas da capsulite são de tipo inflamatório:

  • O mais habitual é que ocorra uma incapacidade súbita de mover a articulação. Assim, voltando ao exemplo da bola que bate nos dedos da criança, de forma repentina ela fica incapaz de mover o dedo durante dias.

  • Nasce um edema na região por causa da inflamação. Em articulações como o ombro ou o quadril, o sintoma pode ser de pressão interna, como se houvesse um corpo estranho no lugar.
  • A articulação fica vermelha ou roxa. Isso se deve ao fato de que pode haver um vazamento de sangue que produz um hematoma.

Tratamento da capsulite

O tratamento será uma parte fundamental para que nos recuperemos da lesão o quanto antes. Em alguns casos, sobretudo com as capsulites associadas à idade, elas podem durar semanas ou meses se não houver um tratamento adequado.

Quanto a capsulites leves, como aquelas que ocorrem nos dedos por exemplo, com o cuidado adequado o problema será resolvido em alguns dias. Por fim, estas são algumas medidas que podem ser úteis:

  • É muito importante imobilizar a região. No caso das capsulites interfalângicas, podemos imobilizar os dedos com uma bandagem ou então uma tira de esparadrapo. Nas de ombro ou quadril, entretanto, teremos que repousar e consultar um traumatólogo para que ele decida a melhor maneira de imobilizar a articulação.
  • Podemos tentar melhorar a inflamação inicial aplicando algo frio na região lesionada. Além disso, quando algumas horas tiverem passado, pode ser benéfico realizar banhos de contraste frio-quente.
  • Com as capsulites que ocorrem em articulações grandes, o período de recuperação será mais lento. Para acalmar a dor, pode ser necessário tomar analgésicos orais.

  • Sempre é recomendável nos colocarmos nas mãos de um fisioterapeuta, para que ele nos ajude a baixar a inflamação mediante terapia manual. Ele também nos recomendará exercícios de mobilização articulatória para que aceleremos a recuperação e possamos voltar o quanto antes à nossa atividade habitual.

Conclusão

A capsulite é uma lesão frequente e de curso benigno em esportistas jovens. As que podem sofrer mais complicações são aquelas que ocorrem em articulações grandes e se relacionam com a idade, que são mais habituais a partir dos 60 anos.

De qualquer forma, se virmos que estamos com sintomas compatíveis com o que explicamos anteriormente, e que eles não se atenuam após alguns dias de repouso e imobilização, o melhor será que nos coloquemos nas mãos de um profissional, para iniciar a recuperação da forma mais adequada.

Pode interessar a você...
Fit PeopleLeia em Fit People
Lesões esportivas e as fases do processo de recuperação

As lesões são um pesadelo para qualquer atleta, pois implicam a suspensão do exercício. Veja como se é a recuperação de lesões esportivas a seguir.