Joelho de corredor: causas e tratamento

14 Setembro, 2020
O joelho de corredor é uma das lesões mais prevalentes entre os praticantes da corrida. Trata-se de uma lesão evitável por meio da melhora da técnica. Vamos explicar como neste artigo.
 

Falar sobre o joelho de corredor é o mesmo que se referir à síndrome da banda iliotibial. Esse problema afeta os praticantes da corrida que têm alguma falha na técnica esportiva, o que afeta os seus membros inferiores.

O sintoma característico é uma dor na parte externa do joelho que obriga o corredor a parar. Os corredores temem esse distúrbio porque ele pode deixá-los de fora da atividade durante um tempo considerável.

Da mesma forma, também pode tirá-los de uma corrida em andamento se aparecer durante uma competição. Por isso, é importante que os corredores melhorem a sua técnica de pisada e deslocamento, para que possam prevenir esse tipo de lesão.

Por que o joelho de corredor ocorre?

O joelho de corredor é uma condição que afeta a banda iliotibial. Essa estrutura é uma tira de tecido fibroso que vai desde o quadril até a tíbia, na perna, passando pela parte externa da coxa e do joelho.

A banda iliotibial intervém nos movimentos do quadril e do joelho. Para estender esse último ou girá-lo para dentro, precisamos que a banda funcione corretamente.

Abaixo da banda iliotibial, existe uma bolsa que a separa de certas estruturas para que o atrito não cause danos. Essas bolsas recebem o nome anatômico de bursas. No entanto, as bursas também são suscetíveis a lesões, especialmente quando há atrito.

E é justamente esse atrito que é considerado o mecanismo gerador do joelho de corredor. Com o atrito constante entre a banda iliotibial, a bursa e a parte externa do joelho, a bursa deixa de cumprir sua função e a área fica inflamada. Com a inflamação, o movimento se torna impossível.

 
Joelho de corredor: causas e tratamento

Causas da lesão

Conforme já antecipamos, a técnica do corredor será decisiva para que o transtorno apareça. Tanto o treinamento antes da corrida quanto a maneira como a competição em si é enfrentada determinam o risco de lesões.

Entre as causas que podem ser combinadas para causar o joelho de corredor, temos:

  • Correr apoiando o calcanhar excessivamente.
  • Não ter força suficiente nos grandes músculos dos membros inferiores, como o quadríceps, por exemplo.
  • Técnicas de aquecimento insuficientes nos treinos e competições.
  • Tênis inadequados para a corrida.
  • Problemas anatômicos individuais, tais como pés chatos, geno valgo, geno varo, assimetria ao longo das pernas.
  • Percursos em declive, principalmente no treinamento em altitude.
  • Idade: quanto maior a idade, maior será o risco de sofrer com esse transtorno.

Sintomas do joelho de corredor

Conforme dissemos, o sintoma por excelência é a dor. O desconforto aparece na parte externa do joelho, justamente onde a banda iliotibial está localizada. Pode continuar a incomodar por toda a estrutura anatômica, até o quadril.

A dor nem sempre é imediata no momento da lesão. Às vezes, é possível continuar correndo por mais meia hora, e a dor vai aumentando até impossibilitar a marcha. Porém, o mais espero é não conseguir continuar em um determinado momento.

 

O profissional da saúde que prestar o atendimento pode se orientar através do exame clínico e pela avaliação, mas precisará de métodos complementares para a confirmação. Um ultrassom ou uma ressonância magnética podem ser úteis. Áreas inflamadas poderão ser vistas por meio desses métodos.

Opções de tratamento

O joelho de corredor requer repouso em primeiro lugar. A própria impotência funcional que é gerada obriga o corredor a interromper o treinamento.

Juntamente com o repouso, é preciso aplicar frio no joelho. O uso de anti-inflamatórios e analgésicos fica a critério médico, embora seja difícil evitá-los já que apenas o repouso e o frio geralmente não bastam. Às vezes, torna-se indispensável até mesmo uma infiltração com corticosteroides no próprio joelho.

O próximo passo na recuperação é a reabilitação com cinesiologia e fisioterapia. O treinamento não pode ser retomado imediatamente e deve ser progressivo até que possam ser retomadas as distâncias percorridas anteriormente.

Além disso, o corredor deve reavaliar os calçados utilizados e o plano de preparação física que estava sendo utilizado antes das competições.

Joelho de corredor: causas e tratamento
 

Geralmente é recomendado que os corredores façam um exame da marchaEle pode ser útil para determinar a pisada e possíveis complicações. Devemos considerar que o pé é o suporte que apoia toda a estrutura superior, e o joelho depende desse apoio para funcionar corretamente.

Em conclusão

O joelho de corredor é uma lesão frequente. Os praticantes desse esporte devem estar atentos ao calçado utilizado e à técnica de marcha. Se o distúrbio ocorrer mesmo assim, é essencial consultar um médico para encontrar a melhor solução e indicações para uma reabilitação.

 
  • Vega, Antonela. Análisis y Tratamiento del Sindrome de Cintilla Iliotibial en Corredores Amateurs. (2018).
  • Izquierdo Peña, Javier. La importancia del calzado en las principales lesiones de rodilla en corredores. (2016).
  • Reynés Vallverdú, Joan. ¿ Qué importancia tienen las zapatillas deportivas en cuanto al dolor, el impacto y prevención del síndrome de dolor femoropatelar en corredores? (2019).
  • Lachén, Elena Canales, et al. El lado oscuro del running. Seram (2018).
  • Gómez-Álvarez, Nicolás, et al. Equilibrio dinámico y calidad del movimiento en corredores aficionados. Ciencias de la Actividad Física UCM 20.1 (2019): 1-11.