O que causa uma lesão no tendão?

Os tendões são estruturas de tecido conjuntivo denso localizadas nas inserções dos músculos com os ossos. Após um período de sedentarismo, eles podem ser lesionados.
O que causa uma lesão no tendão?

Última atualização: 09 março, 2020

Com o início de um novo ano e novos propósitos, muitas pessoas começam a praticar esportes. No entanto, muitas vezes elas pretendem atingir os objetivos propostos muito rapidamente e o corpo é levado ao limite. Por esse motivo, é comum o aparecimento de algumas lesões, como é o caso de uma lesão no tendão, por exemplo.

Os tendões são um exemplo de uma estrutura que geralmente fica pouco adaptada ao esforço excessivo após um período de sedentarismo. Nas linhas seguintes, vamos falar sobre as causas que podem gerar uma lesão no tendão.

O que são os tendões?

Os tendões são estruturas de tecido conjuntivo denso localizadas nas extremidades dos músculos. Eles são responsáveis ​​pela aderência dos músculos aos ossos, formando assim as suas inserções.

Além disso, eles também são responsáveis ​​por transmitir a força gerada pelos músculos aos ossos para produzir o movimento, de modo que eles são um elemento muito importante no sistema locomotor.

Como são de tecido conjuntivo, eles são formados por colágeno. Mais especificamente, eles são compostos de fibras de colágeno tipo I. Essas fibras são cercadas por uma matriz extracelular que contém fibroblastos abundantes, um tipo de célula do tecido conjuntivo responsável pela regeneração do colágeno do tendão.

Eles também contêm uma grande quantidade de água e substâncias derivadas dos carboidratos, como os proteoglicanos. Tudo isso confere a dureza e a elasticidade características dessas estruturas.

Como um tendão pode ser lesionado?

Um tendão pode ser lesionado através de vários mecanismos, mas eles geralmente estão relacionados a traumas ou lesões por sobrecarga. No caso dos traumas, quedas acidentais ou grandes contusões podem causar a inflamação das estruturas dos tendões e, assim, gerar uma tendinopatia.

lesão no tendão

No caso das lesões por esforço físico, a origem da lesão geralmente está nas sobrecargas musculares. Um músculo sobrecarregado ou com uma contratura pode estirar o tendão e causar atrito com outras estruturas.

Além disso, o alongamento do tendão o torna mais suscetível a lesões em movimentos como corrida, agachamento ou até mesmo no ciclismo.

Sintomas de uma lesão no tendão

Os sintomas de uma lesão no tendão são variáveis ​​de acordo com o tipo de lesão e a região na qual o tendão lesionado está localizado, mas geralmente há algumas características comuns a todas elas:

  • Rigidez e leve perda de mobilidade.
  • Dor e sensibilidade quando a articulação anexa é mobilizada.
  • Espessamento da articulação.
  • Crepitações podem ser ouvidas ou sentidas quando o tendão é mobilizado.

Tratamento de uma tendinopatia

tratamento de uma lesão no tendão é semelhante ao de uma lesão muscular. Ele envolverá tanto repouso quanto fortalecimento – isso no caso das tendinopatias desenvolvidas por um esforço físico não suportado.

  • O descanso deve ser ativo. É necessário combinar o repouso dos movimentos mais prejudiciais com uma maior atividade de outros gestos que ajudem a fortalecer o tendão. Por exemplo, se a tendinopatia é do tendão patelar ao fazer agachamentos, podemos fazer exercícios com faixas elásticas para fortalecer a articulação.
  • Nos casos em que há dor contínua, podemos recorrer a pomadas analgésicas e anti-inflamatórias. Também é possível fazer uso de analgésicos, por via oral.
  • Se a tendinopatia for recorrente, o mais recomendável é procurar um fisioterapeuta para que ele avalie o nosso caso e indique a melhor maneira de fortalecer os tendões para que eles não limitem a nossa prática esportiva.
lesão no tendão

Tendinopatia ou tendinite

Devemos destacar um conceito que gera muitas dúvidas para a população. Esse conceito é o de ‘tendinite’, que literalmente significa inflamação do tendão. O sufixo ‘- ite’ sempre se refere à inflamação de uma estrutura.

Quando um tendão é lesionado, ocorre a inflamação do tecido circundante. Os mecanismos da inflamação são diversos, mas podem ser resumidos na migração de células do sistema imunológico para a região lesionada.

Essa migração ocorre a fim de reparar a lesão, e é feita através do sistema cardiovascular. As células atingem o tecido lesionado através dos vasos capilares.

O tecido tendíneo é um tecido avascular. Isso significa que ele não é irrigado pelos capilares, mas recebe a nutrição através da matriz extracelular. Um tecido que não possui suprimento sanguíneo nunca pode ficar inflamado. Portanto, o termo tendinite é incorreto, mesmo que o seu uso seja reconhecido.

Na verdade, o que fica inflamado nesse tipo de patologia são as estruturas anexas ao tendão. Por esse motivo, fala-se em tendinopatia, pois esse sufixo (‘patia’) significa doença. Portanto, estaríamos falando de uma doença dos tendões.

Pode interessar a você...
Como evitar a tendinite após praticar esportes
Fit People
Leia em Fit People
Como evitar a tendinite após praticar esportes

Muitas pessoas que praticam exercícios cardiovasculares podem sofrer de lesões. Veja como evitar uma delas, a tendinite, a seguir.