Como você deve treinar se tiver algum problema nas costas

04 Dezembro, 2019
Más posturas, doenças, contraturas e outras situações podem gerar um grande problema nas costas. Para aqueles que estão acostumados a se exercitar e treinar, é necessário atenção.
 

Juntamente com o estresse, apresentar um problema nas costas é uma das condições mais comuns da vida moderna. A conjunção de fatores negativos que aumentam esse tipo de desconforto é grande. Posturas ruins, descansos inadequados, estilo de vida sedentário e falta de atividade física são apenas alguns deles.

Além dos listados acima, o desconforto na região lombar pode ter outra causa, que são os altos níveis de estresse. Essa é uma condição citada como a primeira causa de absenteísmo nos escritórios.

Etapa 1: identificar a origem do problema nas costas

Além de ser uma situação bastante comum, cada caso deve ser revisado por especialistas (traumatologistas e fisioterapeutas de primeira linha) individualmente. Portanto, o primeiro erro a evitar é treinar com um problema nas costas sem saber com certeza qual a origem da dor.

Assim que as causas forem reconhecidas, um plano de exercício completamente personalizado será projetado. Nesse planejamento, movimentos e exercícios que, de acordo com os critérios do médico, não são viáveis ​​para o paciente, devem ser deixados de lado.

Boa alimentação

Muito se fala sobre a necessidade de combinar um estilo de vida que inclua atividade física e uma dieta completamente equilibrada. Para otimizar o funcionamento do corpo, é essencial manter o peso ideal e realizar exercícios periódicos.

 

De fato, traumatologistas, fisioterapeutas e treinadores físicos, além de ‘prescrever’ exercícios específicos para quem sofre de um problema nas costas, também encaminham esses pacientes a um nutricionista.

Nos casos de pessoas com essas dificuldades, o excesso de peso é um sintoma comum. O mesmo vale para o caso oposto: há atletas com músculos fracos devido à má nutrição.

Etapa 1: identificar a origem do problema nas costas

Aquecimento para quem tem problema nas costas

Esse é um costume que todo atleta deve seguir, independentemente de apresentar ou não algum desconforto eventual ou frequente em qualquer parte do corpo. Os músculos precisam se preparar para o esforço que farão, independe do tipo de atividade.

Entre os gatilhos de lesões permanentes na região lombar, está o exercício sem quecimento. Principalmente quando se trata de exercícios em academias, nas quais grandes quantidades de peso são levantadas e os músculos devem estar prontos para esse esforço.

Respeito pela técnica

Como os itens anteriores, isso se aplica a qualquer pessoa que realize treinamentos físicos. Obviamente, aqueles com problemas nas costas precisam tomar ainda mais cuidado.

 

Levantar pesos sem respeitar a técnica é outro fator de risco central para lesões. Podem ocorrer acidentes que, em muitos casos, deixam sequelas permanentes. As consequências podem chegar até a incapacitar os músculos afetados parcialmente ou severamente.

Respeito pela técnica

Exercícios de alto risco para pessoas com problema nas costas

Existem alguns movimentos que são particularmente perigosos para os atletas com problemas nas costas. Levantar peso do chão é um deles. É uma situação que pode ocorrer com frequência na vida cotidiana e nas atividades cotidianas.

Se esse cenário estiver inevitavelmente presente, os joelhos devem ser flexionados para evitar que toda a carga recaia diretamente nas costas. Além disso, tente contrair a área abdominal, a fim de maximizar a proteção nas vértebras da parte inferior da coluna.

Em geral, exercícios de ginástica que envolvem levantar pesos em pé são quase completamente descartados para quem tem problemas nas costas. Por outro lado, é recomendável fazer exercícios como o bíceps alternado encostado na parede.

 
Exercícios de alto risco para pessoas com problemas nas costas

Problema nas costas: natação e Yoga

A natação faz parte de muitos tratamentos de recuperação de lesões. É especialmente recomendada para pessoas com dores nas costas frequentes.

É uma maneira eficaz de fortalecer todos os músculos dorsais. Outra de suas virtudes é que também é muito relaxante. Esse é um fator vital para reduzir as tensões e reduzir o desconforto.

Por fim, a Yoga é outra opção prescrita para atletas (profissionais ou amadores) que sofrem de dores nas costas. Isso ocorre porque estimula a flexibilidade de todos os grupos musculares, o que fornece efeitos semelhantes aos alcançados ao nadar, que incluem a liberação de tensões e o fortalecimento dos tecidos.

 
  • FREMAP. 2013. Guía para el cuidado de la espalda. Extraído de: https://canal.uned.es/uploads/serialmaterial/Serie/1124/Gu__a_para_el_cuidado_de_la_espalda.pdf
  • Universidad de la Rioja. 2015. Ejercicios y consejos para cuidar la espalda. Extraído de: https://www.unirioja.es/servicios/sprl/pdf/ejercicios.pdf