A importância do sódio nos esportes de resistência

A diminuição dos níveis de sódio causada pelo suor pode levar à hiponatremia, fatal em alguns casos. A seguir, vamos falar sobre a relevância deste mineral nas corridas de longa distância.

Última atualização: 17 Janeiro, 2021

O sódio é um mineral atuante na transmissão adequada dos impulsos nervosos e é, por isso, muito importante nos esportes de resistência. Ele pode ser encontrado no sal comum e na grande maioria dos alimentos. Por causa da sua presença abundante na natureza, é difícil apresentar um déficit desse nutriente em condições normais.

Porém, os atletas podem ter necessidades aumentadas desse mineral, por causa das perdas que ocorrem através do suor. O sódio é especialmente importante em esportes de resistência, especialmente quando se trata de manter o equilíbrio eletrolítico.

Garantir a ingestão de sódio

Uma grande perda de sódio em esportes de resistência pode levar ao aparecimento de cãibras musculares. Por esse motivo, é necessário garantir a sua reposição de forma regular.

Isso pode ser feito através de bebidas esportivas enriquecidas com sais minerais. Esse tipo de preparação geralmente tem uma solução rica em carboidratos para aumentar o desempenho.

Além disso, a ingestão regular de sódio durante as provas de ultra resistência pode reduzir a frequência das náuseas, conforme afirma um artigo publicado na revista Research in Sports Medicine. No entanto, não existem artigos que relacionem a ingestão deste mineral com o aumento do desempenho em si.

A importância do equilíbrio eletrolítico

Ao enfrentar uma prova de resistência, é fundamental garantir um bom estado de hidratação e o equilíbrio eletrolítico. Perdas significativas de sódio podem levar à hiponatremia, que é fatal em alguns casos.

Essa situação deve ser tratada com medicamentos para evitar complicações maiores, de acordo com um artigo publicado na revista Journal of the American Society of Nephrology.

A causa fundamental da hiponatremia é um desequilíbrio eletrolítico, causado ou pela ingestão excessiva de água – pouco provável – ou pela perda excessiva de sódio através do suor. Para prevenir essa situação, é essencial garantir a reposição dos sais minerais durante os exercícios de longa duração.

Esta tarefa se torna vital quando se compete em condições de temperatura e umidade elevadas. Por causa disso, monitorar a ingestão de líquidos e eletrólitos é crucial para evitar as quedas de desempenho associadas à desidratação ou à falta de nutrientes.

Adicione mais sódio aos alimentos na forma de sal

Uma estratégia eficaz para garantir níveis adequados de sódio em atletas consiste em adicionar mais sal às refeições do que o normal. Dessa forma, preparamos o corpo para a atividade subsequente e preenchemos os depósitos desse mineral assim que a prova termina.

Apesar disso, a ingestão de sódio não deve ser feita de forma isolada. Ela deve estar de acordo com o consumo dos outros minerais dos quais o organismo necessita para garantir que não ocorram desequilíbrios.

A deficiência de magnésio, por exemplo, pode aumentar a probabilidade de sofrer uma cãibra muscular, o que pode interromper completamente o progresso do atleta.

Para atender a esses requisitos, geralmente se consome um comprimido de sais minerais juntamente com uma quantidade adequada de água antes de iniciar uma prova de resistência.

A importância do sódio e dos sais minerais é grande!

A hidratação e o equilíbrio eletrolítico são dois fatores que não podem aumentar o desempenho, mas que permitem que ele não diminua conforme a competição avança. A desidratação pode causar a diminuição do desempenho físico e cognitivo, podendo até mesmo ser fatal em casos extremos.

Em situações de calor e umidade, é necessário redobrar as precauções para garantir o fornecimento de ambos os nutrientes e, dessa forma, evitar o aparecimento de eventos indesejados.

Para isso, podem ser utilizados suplementos de sais minerais, além de bebidas e alimentos. Estes são geralmente oferecidos durante a competição.

A ingestão de géis energéticos ou de frutas também pode ser uma opção válida. Porém, nesses casos, é necessário testar previamente a tolerância do atleta à frutose após o início do exercício.

Lembre-se de que a alimentação deve ser acompanhada por um treinamento adequado para que os resultados possam ser visualizados. É necessário controlar as cargas de trabalho e ajustá-las às necessidades do atleta.

Assim, será possível partir de um ponto de vista nutricional para criar um equilíbrio que pode até mesmo aumentar o desempenho do atleta.

Pode interessar a você...
Eres DeportistaLeerlo en Eres Deportista
Cobre: um mineral básico para a saúde do organismo

O cobre é um mineral indispensável para o nosso organismo, pois ele é responsável por muitas funções. Conheça-as no artigo de hoje.



  • Hoorn EJ., Zietse R., Diagnosis and treatment of hyponatremia: compilation of the guidelines. J Am Soc Nephrol, 2017. 28 (5): 1340-1349.
  • Hoffman MD., Stuempfle KJ., Does oral buffered sodium suplementation reduce nausea and vomiting during an ultramarathon? Res Sports Med, 2016. 24 (1): 94-103.