O que pode causar um desmaio durante o exercício?

09 Setembro, 2020
O desmaio durante o exercício preocupa qualquer atleta. Embora geralmente não seja algo muito sério, você deve tomar as precauções necessárias. Neste artigo, falamos sobre as causas mais comuns e o que você deve fazer para se cuidar.
 

Desmaiar durante o exercício certamente é um motivo de preocupação, e as pessoas tendem a pensar que existe uma causa grave por trás do episódio. Felizmente, os motivos do desmaio durante o exercício normalmente são bem simples de resolver e não envolvem risco de vida.

Em qualquer caso, o fantasma da morte súbita no esporte é inevitável, e deve ser considerado. A situação torna-se mais dramática porque, em geral, situações do tipo acontecem com jovens que gozam de boa saúde.

No entanto, se compararmos os atletas com a população em geral, veremos que há um risco reduzido de desmaios entre os atletas. Entre a população em geral, cerca de 40% das pessoas desmaiam em algum momento de suas vidas. Entre os atletas, esse número cai para 6%.

O termo médico para desmaio é síncope, que é uma perda de consciência devido a uma redução na quantidade de sangue que chega ao cérebro. A recuperação geralmente é rápida e espontânea.

Causas de desmaio durante o exercício

O desmaio durante o exercício costuma ter uma causa benigna. Para o atleta, isso pode envolver fatores relacionados ao seu estilo de vida ou treinamento. Vejamos alguns deles.

Queda no açúcar

A hipoglicemia é o termo médico para a queda nos níveis de açúcar no corpo. O açúcar para as células vem da glicose, que é adquirida através de alimentos e bebidas.

Ao praticar esportes, o corpo precisa que o sangue forneça mais glicose do que o normal. Se isso não acontece, alguns sistemas podem falhar, podendo resultar em desmaio.

 
Causas de desmaio durante o exercício

Desidratação

Assim como o corpo precisa de açúcar para funcionar, ele também requer líquidos. Isso significa que, ao fazer exercício, é importante repor os líquidos perdidos através da transpiração e respiração rápida.

A falta de líquidos pode afetar a pressão arterialSe você fica desidratado ao fazer exercício, sua pressão arterial cairá porque as artérias não conseguem manter o fluxo de sangue. Isso significa que não chegará sangue suficiente ao cérebro, o que pode causar um desmaio.

Também é importante considerar os eletrólitos, como o sódio, o potássio e o cloro. Estas são substâncias que ficam em suspensão no plasma sanguíneo e desempenham um papel importante na regulação da pressão arterial. As bebidas energéticas são uma boa opção para sua reposição.

Levantar pesos excessivos

O desmaio durante o exercício de força pode ser causado pela manobra de Valsalva. Isso acontece quando você prende a respiração por muito tempo, o que aumenta a pressão dentro do abdômen.

Essa manobra faz parte da técnica para levantar peso. Se a pessoa não for muito experiente ou não respirar corretamente, o fluxo de sangue para o cérebro será interrompido e ela sentirá tontura. Com isso, há uma maior chance de desmaio.

 

Técnicas de respiração ruins

Tendo citado a manobra de Valsalva, é hora de falar sobre a técnica de respiração correta. Em esportes de resistência, como a corrida, o problema pode ser a troca excessiva de gás.

A respiração rápida não permite que o corpo absorva oxigênio o suficiente, o que é um problema para o cérebro. Algumas funções neurais se desligam e isso termina em desmaio. Ao desmaiar, o corpo se recupera e a respiração fica regular.

O que fazer para evitar o desmaio durante o exercício?

Existem medidas básicas que você pode tomar para evitar um desmaio durante o exercício. Às vezes, você poderá seguir todas essas diretrizes, outras vezes, será difícil seguir todas elas. No entanto, você deve sempre buscar maneiras de favorecer a circulação sanguínea.

O primeiro passo é a hidratação. Você deve se assegurar que tem líquidos e sais o suficiente para evitar a desidratação. Isso pode ser complementado por uma dieta balanceada que inclui boas fontes de eletrólitos.

O que fazer para evitar o desmaio durante o exercício?

Os climas extremos certamente são um fator de risco na prática de exercícios físicos. No entanto, existem atletas que deliberadamente treinam nessas condições para se testarem. Nesse caso, é importante tomar precauções específicas para evitar a hipotermia e a insolação.

 

Se você for participar de um evento específico que exigirá muito do seu corpo, o treinamento prévio será fundamental.

Idealmente, você deve passar a semana anterior à competição nas mesmas condições em que ela ocorrerá para ajudar seu corpo a se aclimatar. Se não for possível, você deve, pelo menos, tentar simular essas condições para diminuir o impacto no seu corpo.

Desmaio durante o exercício: conclusão

Seguindo essas etapas simples, você pode reduzir bastante o risco de sofrer um desmaio durante o exercício. Mas não se esqueça de fazer check-ups médicos periodicamente para uma garantia extra.

 
  • León, Aridane Cárdenes, et al. Abordaje del síncope relacionado con el deporte. Archivos de medicina del deporte: revista de la Federación Española de Medicina del Deporte y de la Confederación Iberoamericana de Medicina del Deporte 179 (2017): 157-165.
  • Alvarado, Andrés, Carlos Quiroz, and Iván Melgarejo. Síncope inducido por el ejercicio. Reporte de un caso. (2011).
  • León, Aridane Cárdenes, et al. Síncope en el deportista. La importancia de distinguir entre patologías potencialmente letales versus etiología benigna. Revista andaluza de medicina del deporte 12.1 (2019): 47-49.
  • para el Diagnóstico, Grupo de Trabajo, et al. Guía de práctica clínica para el diagnóstico y manejo del síncope (versión 2009). Revista Española de Cardiología 62.12 (2009): 1466-e1.
  • Armengol, Juan Jorge González, Antonio López Farré, and Fernando Prados Roa. Síncope de esfuerzo y riesgo de muerte súbita en deportistas jóvenes: perspectiva clínica y genética. Emergencias: Revista de la Sociedad Española de Medicina de Urgencias y Emergencias 23.1 (2011): 47-58.
  • Lanza Postigo, María. La muerte súbita en jóvenes deportistas. (2019).