Arginina: 4 benefícios para o atleta

A arginina é um dos 20 aminoácidos que compõem as proteínas do nosso corpo. Na sua forma L-arginina, é usada como um suplemento esportivo. Neste artigo, veremos alguns dos possíveis benefícios do seu consumo.
Arginina: 4 benefícios para o atleta

Última atualização: 08 Maio, 2021

A arginina é um dos mais novos suplementos da indústria fitness. O seu uso disparou nos últimos anos, já que afirmam que ela melhora a condição física e estética através de vários mecanismos.

Na verdade, embora atualmente ela não conte com tantas evidências científicas quanto outros suplementos, como a creatina, ela poderia ser realmente benéfica para o desempenho esportivo. Neste artigo, vamos explicar o que é a arginina e quais são as suas potenciais vantagens para o atleta.

Arginina: o que é

A arginina é um dos 20 aminoácidos que compõem os peptídeos e proteínas do nosso corpo. Quando forma proteínas, a sua função é essencialmente estrutural. Isso ocorre porque a estrutura funcional superior é a proteína. No entanto, quando ela está livre através da corrente sanguínea na forma de L-arginina, ela tem algumas funções interessantes para os atletas.

A L-arginina, juntamente com outros suplementos esportivos, tais como a L-Citrulina ou o óxido nítrico, são compostos que causam a vasodilatação das artérias e capilares. Com isso, é obtido um maior suprimento sanguíneo para os músculos e, dessa forma, há mais oxigênio e nutrientes para que eles possam desempenhar as suas funções.

Benefícios da arginina para o atleta

A arginina, conforme dissemos anteriormente, é um suplemento que atualmente conta com poucas evidências científicas em favor dos benefícios do seu consumo. Isso não é necessariamente algo ruim, pois, no caso da L-arginina, este é um suplemento bastante novo.

Em alguns estudos, verificou-se que ela pode aumentar o desempenho esportivo através de diversos mecanismos, embora sejam necessárias mais pesquisas a seu respeito para termos conclusões sobre a sua utilidade como um suplemento para atletas.

Nesta seção, veremos quais são os benefícios potenciais que a arginina poderia ter. Todos os benefícios são baseados na sua ação vasodilatadora, conforme mencionamos anteriormente.

Arginina

Aumento da massa muscular

A vasodilatação produzida pela L-arginina aumenta a disponibilidade de oxigênio e nutrientes no nível muscular. Portanto, a célula muscular receberá mais combustível e suportará treinos mais exigentes.

Cargas de trabalho mais altas levarão a uma melhor adaptação ao treinamento e a uma maior hipertrofia. Esse aumento da energia recebida pelos músculos pode não apenas fazer o corpo suportar treinos mais exigentes, como também fazer com que ele se recupere melhor após cada treino. Isso ocorre porque a vasodilatação se estende além das horas de treinamento. 

Aumento da força

Através do mesmo mecanismo explicado no ponto anterior, ocorre um aumento nos ganhos de força. Isso se deve tanto à maior hipertrofia, que torna as células musculares mais resistentes às cargas às quais estão sujeitas, quanto a uma melhora no nível nervoso.

A lógica para isso é que, por causa do maior suprimento de nutrientes, conseguimos fazer mais repetições e séries. Dessa maneira, os nossos padrões de movimento e o recrutamento de fascículos musculares melhoram.

Maior queima de gordura

Pela mesma regra, o fato de conseguirmos treinar durante mais tempo e com mais frequência nos permitirá queimar mais calorias. Esse aumento no gasto calórico, se seguirmos um plano alimentar adequado, pode ser um reforço adicional para o nosso objetivo de queimar gordura corporal.

Arginina

Corpo mais estético

A L-arginina pode nos ajudar a melhorar a nossa estética se esse for o nosso objetivo ao ir para a academia. O efeito vasodilatador, embora atue predominantemente sobre as artérias de pequeno calibre e capilares, aumenta o fluxo sanguíneo que atinge as veias do nosso corpo.

Com isso, obtemos uma maior vascularização e visibilidade das veias superficiais do nosso corpo. Este é um dos objetivos mais perseguidos pelos fisiculturistas e pelos frequentadores assíduos das academias que querem ficar definidos.

Para concluir, vale ressaltar que esses suplementos não devem ser utilizados sem uma consulta médica prévia de forma alguma. O profissional será a única pessoa capaz de nos alertar sobre as contraindicações em cada caso específico e, para aprovar o consumo, ele poderá indicar em quais quantidades poderemos utilizá-lo.

Pode interessar a você...
Conheça os suplementos orgânicos para atletas
Fit People
Leia em Fit People
Conheça os suplementos orgânicos para atletas

Os produtos orgânicos estão cada vez mais em alta. Se você costuma consumir esses produtos, deve saber que também existem os suplementos orgânicos.



  • Wu, G., Bazer, F. W., Davis, T. A., Kim, S. W., Li, P., Marc Rhoads, J., … Yin, Y. (2009). Arginine metabolism and nutrition in growth, health and disease. Amino Acids, 37(1), 153–168. https://doi.org/10.1007/s00726-008-0210-y
  • Pahlavani, N., Entezari, M. H., Nasiri, M., Miri, A., Rezaie, M., Bagheri-Bidakhavidi, M., & Sadeghi, O. (2017). The effect of l-arginine supplementation on body composition and performance in male athletes: a double-blinded randomized clinical trial. European Journal of Clinical Nutrition, 71(4), 544–548. https://doi.org/10.1038/ejcn.2016.266
  • McConell, G. K. (2007). Effects of L-arginine supplementation on exercise metabolism. Current Opinion in Clinical Nutrition and Metabolic Care, 10(1), 46–51. https://doi.org/10.1097/MCO.0b013e32801162fa