Regulamentos da competição de ginástica rítmica

06 Setembro, 2020
Os competidores de ginástica rítmica nos surpreendem pelo equilíbrio, pelos movimentos, pela elasticidade e concentração que demonstram. Analisaremos alguns detalhes do regulamento desse esporte a seguir.
 

A ginástica rítmica é um esporte cujas origens remontam ao balé clássico, à ginástica e à dança. Nas competições, os atletas realizam apresentações com ou sem acessórios, que devem mostrar harmonia, beleza e graça através dos seus movimentos.

Para cada exercício, os ginastas recebem uma nota derivada da avaliação do seu desempenho pelos juízes. Tudo isso compõe a pontuação final que o atleta obtém.

Embora a criatividade desempenhe um papel fundamental, principalmente em termos de originalidade, existem normas técnicas e éticas que norteiam a prática profissional da ginástica rítmica.

Atualmente, a Federação Internacional de Ginástica – FIG, por sua sigla em francês – é o principal órgão responsável por regulamentar todos os aspectos das competições internacionais.

Conceitos básicos dos regulamentos da competição da ginástica rítmica

A compreensão dos regulamentos técnicos da ginástica rítmica pode ser difícil, principalmente para iniciantes. A seguir, revisaremos as regras fundamentais que norteiam as principais competições desse esporte artístico a nível internacional:

Formato das competições

A ginástica rítmica pode ser praticada individualmente ou em grupos, que atualmente costumam ser formados por cinco atletas. No entanto, até 1994, o mais comum em competições internacionais eram as equipes competirem com seis membros.

Dependendo do tipo de exercício realizado, as ginastas de um mesmo grupo podem se apresentar com o mesmo acessório ou com acessórios diferentes. Nos chamados exercícios mistos, três atletas usam o mesmo acessório, enquanto os outros dois usam um diferente.

 
Conceitos básicos dos regulamentos da competição da ginástica rítmica

Para apresentações individuais, as competições normalmente duram em média entre 1 minuto e 15 segundos a 1 minuto e 30 segundos. Enquanto isso, os exercícios em grupo têm uma faixa de duração entre 2 minutos e 15 segundos a 2 minutos e 30 segundos.

Em ambos os formatos, os exercícios são realizados dentro de um tablado com dimensões padrão de 13 x 13 metros.

Sistema de classificação individual e de grupo

O formato de classificação pode variar ligeiramente dependendo do evento ou campeonato. No Campeonato Mundial de Ginástica Rítmica (FIG) e na maioria dos campeonatos continentais, é adotado um formato estabelecido. O modo individual respeita o seguinte sistema:

  • Competição I: é a primeira etapa, de classificação. Neste, somam-se as notas dos quatro exercícios de cada ginasta, com as quais se determinam os classificados para a final do concurso geral.
  • Competição II: é a final da competição geral, na qual participam os 24 atletas mais bem classificados. É realizada após a competição III (apesar da numeração).
  • Competição III: é a final da disputa com aparatos, na qual competem os 8 atletas com melhor pontuação na primeira fase de qualificação com aparatos. É realizada imediatamente após a competição I, exceto quando houver a etapa de competição IV.
 
  • Competição IV: é realizada ocasionalmente em grupos, mas, na verdade, não implica a celebração de uma nova competição. As 12 melhores notas de cada país (três notas por aparato) são selecionadas na fase de qualificação.
Sistema de classificação individual e de grupo

Por sua vez, o modo de competição por equipes não possui uma fase classificatória. A competição consiste nas seguintes duas fases:

  • Competição I: é a competição geral, na qual se somam as notas obtidas nos dois exercícios (de aparatos idênticos e no misto).
  • Competição II: é a grande final por aparato, para a qual entram na primeira fase as oito equipes mais bem pontuadas.

Os Jogos Olímpicos apresentam uma particularidade em relação aos demais eventos de grande abrangência internacional: tanto na modalidade individual quanto em grupos, é realizada apenas a competição geral.

Sistema de pontuação

Os exercícios realizados pelas ginastas são avaliados pelos juízes da competição, conforme previsto no Código de Pontuação, que é revisto a cada quatro anos pela FIG.

De acordo com o Código atualmente em vigor (2017-2020), a nota final de um exercício é obtida pela soma das classificações de Dificuldade (D) e Execução (E). Cada uma dessas notas tem um valor máximo de 10 pontos. Então, a nota final máxima para um exercício será de 20 pontos.

 

Também estão previstas penalidades, por meio das quais são subtraídos pontos da nota final, penalizando o atleta por erros cometidos durante a sua rotina.

Aparatos da ginástica rítmica

A FIG escolhe qual aparato será utilizado nos exercícios para cada categoria. Apenas quatro dos cinco equipamentos disponíveis na ginástica rítmica são selecionados para a mesma competição. Estes cinco são: arco, bola, maças, fita e corda.

  • REGLAMENTOS, NORMATIVAS Y PROTOCOLOS. Web oficial Federación Española de Gimnasia. Extraído de: http://rfegimnasia.es/
  • Reglamentos. Web oficial Federación Internacional de Gimnasia. Extraído de:://www.gymnastics.sport/site/rules/rules.php