Honda: a escuderia mais vitoriosa da MotoGP

Quando se pensa nas escuderias mais vitoriosas de MotoGP, a Honda é uma das primeiras opções que vêm à mente. Neste artigo, analisamos a era de ouro dessa equipe na categoria mais alta do motociclismo mundial.
Honda: a escuderia mais vitoriosa da MotoGP

Última atualização: 21 Fevereiro, 2020

O histórico da Honda no mundial de MotoGP é simplesmente espetacular. A equipe tem o maior número de vitórias no Campeonato Mundial de Motovelocidade, pois temporada após temporada se mostra forte e competitiva.

Desde a sua criação, o Campeonato Mundial de Motovelocidade sofreu muitas mudanças até se tornar o campeonato que conhecemos hoje. As cilindradas, os circuitos, as equipes e outros elementos pouco se parecem com o que eram algumas décadas atrás.

Desempenho da Honda no início da MotoGP

A Honda participa dessa prestigiada competição há anos. Mas hoje vamos nos concentrar nos resultados obtidos na era atual. Essa fase começa em 2002, que foi quando a competição passou a ser chamada oficialmente de “MotoGP”.

2002-2003: a era de Valentino Rossi

Tudo começou quando a Honda anunciou a contratação de Valentino Rossi para a temporada de 2002. Como o italiano teve uma boa temporada na equipe satélite, os dirigentes da equipe consideraram que ele estava pronto para dar o salto para a equipe oficial.

Seu desempenho naquele primeiro ano foi espetacular. Com um total de 11 vitórias – 7 delas consecutivas – ele se consagrou campeão mundial de MotoGP.

Por outro lado, a Honda substituiu seu companheiro de equipe no final da temporada devido ao seu baixo desempenho: ele só conseguiu vencer o Grande Prêmio da África do Sul. O substituto foi Nicky Hayden.

A temporada seguinte, de 2003, também foi dominada pela Honda. Rossi voltou a ser campeão com um total de 9 vitórias. Ao mesmo tempo, Hayden conquistou como melhor resultado um terceiro lugar no Grande Prêmio da Austrália e do Japão.

Desempenho da Honda no início do MotoGP
Imagem: freestylextreme.com

2004-2005: tempos difíceis

As coisas ficaram complicadas para a Honda quando Valentino Rossi saiu da equipe para se juntar à Yamaha. Nicky Hayden e Barros foram os pilotos iniciantes de 2004 e terminaram o campeonato na oitava e quarta posição, respectivamente. Em outras palavras, esse ano foi um fracasso para a Honda.

No ano seguinte, a equipe trocou Barros por Max Biaggi e os resultados foram um pouco melhores. No entanto, estava longe do que a Honda estava procurando: a equipe conquistou apenas uma vitória no circuito de Laguna Seca.

Nicky Hayden devolveu a alegria à Honda em 2006

Na temporada de 2006, a Honda decidiu continuar confiando em Nicky Hayden (mostrado na imagem da capa) e também contratou o jovem Dani Pedrosa.

Juntos, os dois pilotos conquistaram um total de 4 vitórias ao final da temporada e Hayden levou o campeonato mundial. Nessa época, parecia que os bons tempos estavam voltando para a equipe.

2007-2010: Yamaha domina

Apesar da alegria da temporada anterior, os próximos três anos foram complicados para a Honda. Embora a equipe tivesse grandes esperanças para a nova moto de 800 cc. e em Dani Pedrosa, teve que se contentar com uma segunda colocação no campeonato mundial.

Durante toda a temporada, Pedrosa conquistou apenas duas vitórias, enquanto Hayden, nenhuma.

2011-2012: Stoner chega

Em 2011, a Honda contratou Casey Stoner, que junto com Dovizioso e Pedrosa, teve uma boa temporada. Dessa forma, a Honda voltou a se inserir na luta pelo título.

O piloto australiano acabou se coroando campeão mundial. Ele venceu 10 das 14 corridas e subiu ao pódio em todas elas, exceto no Grande Prêmio da Espanha e no Grande Prêmio da Malásia, por ter sido suspenso pelo incidente fatal de Marco Simoncelli. Em 2012, no entanto, ele não conseguiu repetir a coroação.

A era de Marc Márquez na Honda

A aposentadoria inesperada de Casey Stoner da MotoGP fez a Honda assinar com a maior promessa do mundo do automobilismo: Marc Márquez. O jovem piloto estreou no Campeonato Mundial de MotoGP como campeão mundial: venceu 6 corridas em sua primeira temporada.

Nicky Hayden devolveu a alegria à Honda em 2006

Suas vitórias continuaram durante os anos seguintes. Na temporada de 2014, Márquez venceu as dez primeiras corridas do mundial, se tornando campeão pela segunda vez. Somente em 2015 ele perdeu o título para o piloto da Yamaha Jorge Lorenzo.

De 2016 a 2018, Márquez e a Honda figuraram novamente no topo do motociclismo mundial. Na temporada de 2019, Márquez venceu o MotoGP pela sexta vez.

Pode interessar a você...
Curiosidades do Campeonato Mundial de Motovelocidade
Fit PeopleLeia em Fit People
Curiosidades do Campeonato Mundial de Motovelocidade

O Campeonato Mundial de Motovelocidade é um verdadeiro caldeirão: motos, pilotos, equipes, engenheiros, mecânicos, dezenas de países e circuitos.