História e conceitos da regulamentação de remo

Provavelmente, a coisa mais interessante sobre a regulamentação da competição de remo é entender que, por trás de suas regras, existe uma história. A mudança de um método de propulsão de barco para se tornar um esporte olímpico de sucesso foi um processo histórico cheio de transformações.
História e conceitos da regulamentação de remo

Última atualização: 21 Maio, 2021

Apesar de suas origens remontarem a tradições antigas, o remo como esporte ainda está em pleno vigor na Europa e no mundo. Sua dinâmica e a complexidade de suas técnicas tornam o remo um esporte muito atraente para os jovens. Por isso, quem sonha em ter sucesso nessa modalidade precisa se dedicar a conhecer as particularidades da regulamentação da competição de remo.

As principais regulamentações técnicas e esportivas de remo orientam a prática profissional do esporte em eventos oficiais. No entanto, falar sobre regulamentação de remo em nível competitivo não é apenas memorizar uma lista de requisitos e obrigações, mas também diferenciar suas modalidades e outros conceitos.

As primeiras regras de competição de remo

O remo não “nasceu” como um esporte, mas como um dos primeiros métodos de propulsão manual de barcos. Provavelmente, ele esteve presente em todas as civilizações antigas que habitavam regiões com extensos corpos d’água. Seu desenvolvimento inicial foi crucial para a alimentação, mobilidade e sobrevivência dos povos indígenas.

No entanto, a história do remo como esporte começa na Europa do século XVII, mais precisamente na Inglaterra. Por vários anos, sua prática só esteve ao alcance dos cavaleiros britânicos e era considerado um esporte elitista.

Somente em meados do século XIX, o remo cruza fronteiras e os primeiros clubes começavam a surgir na Espanha, Portugal e Argentina. Nesse momento, as primeiras regras para competições esportivas também começaram a se desenvolver.

No final do mesmo século, a Federação Internacional de Remo (FISA) também foi fundada. Até o momento, este é o principal órgão responsável por regular e promover a prática de remo em todo o mundo. Para fazer isso, ele deve garantir que os regulamentos da competição de remo sejam mantidos atualizados com as mudanças no esporte e em seus atletas.

Pessoas fazendo canoagem em um iate clube.

A regulamentação das modalidades de remo

A adoção de novas técnicas e tecnologias no remo permitiu que o esporte se diversificasse rapidamente. Não apenas em termos de estilo esportivo, mas também na construção e design de barcos.

Para se ter uma ideia, o atual programa olímpico de remo compreende quatorze modalidades. Elas são disputadas por homens e mulheres, em pesos leves e pesados, seguindo as regras estabelecidas no regulamento correspondente.

Por outro lado, existem muitas outras modalidades de remo de competição que não são olímpicas, mas também têm regras próprias. Além disso, há particularidades nos barcos e no tipo de “terreno” onde as competições ocorrem.

É por isso que atualmente não é possível falar de uma única modalidade ou de um único regulamento de competição de remo. No entanto, existem alguns conceitos e regras básicas que devem ser seguidas em praticamente todas as competições. Vamos ver alguns exemplos disso.

Conceitos básicos da regulamentação da competição de remo

Primeiro, você precisa entender o conceito oficial dw competição de remo. De acordo com os regulamentos, uma competição de remo é disputada através de uma corrida em águas calmas e percursos retos. Assim, nas competições oficiais, as únicas variáveis ​​que diferenciam as modalidades são o peso e as especialidades dos remadores.

Embora as raias estejam sinalizadas, o regulamento não exige que os barcos permaneçam necessariamente dentro delas. Determina apenas que os barcos não devem interferir entre si durante as regatas e os atletas devem respeitar uma distância mínima.

Durante as competições oficiais, geralmente são realizadas as eliminatórias, as semifinais e final. Geralmente, as equipes participantes são divididas em dois ou mais grupos e o evento dura pelo menos quatro dias. Além disso, o número de grupos e a duração das competições variam de acordo com o número de equipes.

Largada e chegada

O início das provas de remo envolvem um ritual metódico da pessoa encarregada de dar a largada. A partir do momento em que o sinal de “dois minutos” for anunciado, essa pessoa será responsável por garantir que todas as equipes e juízes estão em posição de iniciar a corrida.

Largada em uma competição de remo.

Somente depois que as equipes são nomeadas uma a uma, o juiz de início confirma ou atrasa a largada. Se o juiz der a luz branca, o gerente de prova diz “Atenção”, uma sirene soa e um mecanismo libera a proa dos barcos. Isso significa que a corrida começou.

A chegada é um pouco mais fácil. Quando a proa do navio vencedor cruza a linha de chegada, a sirene soa novamente. Além disso, os treze juízes de chegada decidirão qual equipe foi a vencedora em caso de uma chegada com vários barcos.

Para saber mais sobre a regulamentação da competição de remo

No site da FISA, é possível encontrar muitas informações sobre as regras, eventos e competições internacionais de remo. No nível nacional, a Confederação Brasileira de Remo também compartilha os regulamentos, calendários e destaques de notícias do remo nacional.

Pode interessar a você...
Quais músculos são trabalhados com a máquina de remo?
Fit PeopleLeia em Fit People
Quais músculos são trabalhados com a máquina de remo?

Você já usou a máquina de remo? Você pode usar seus músculos com a máquina de remo mesmo sem entrar na água. Saiba mais sobre o assunto a seguir.